Tecnologia do Blogger.

25/05/2015

Top 5 Livros para ler no dia do Orgulho Nerd


Don’t Panic!
Leitores da Academia, já pegaram suas toalhas? Lembrem-se que este é um item indispensável para qualquer aventureiro da galaxia! Hoje é um dia muito especial para os amantes da cultura nerd. Celebramos o Dia da Toalha, uma homenagem ao brilhante Douglas Adams, autor da cultuada “trilogia de cinco livros”, O Guia do Mochileiro das Galáxias. Além disso, hoje é também o Dia do Orgulho Nerd, uma homenagem ao lançamento do primeiro filme da série Star Wars, exatos 38 anos atrás!
Portanto, caros leitores, nerd e aventureiros, temos muito o que comemorar! E para hoje, fizemos um Top 5 livros para ler no dia de todos os nerds (e depois dele). Vamos conferir:



O Guia do Mochileiro das Galáxias – A série

                Sendo este uma das principiais publicações de ficção cientifica e a obra máxima de um dos grandes homenageados desse dia, obviamente não haveria livro (ou serie) melhor para encabeçar nossa lista. Afinal, é por causa dele que o Dia da Toalha existe!
                 A série narra as aventuras de Arthur Dent, um inglês azarado, que escapa de um evento dramático – a destruição da Terra –, graças a um amigo de Betelgeuse que, enquanto estava ilhado em nosso planeta, havia se disfarçado de ator desempregado. Arthur se vê arrastado, apesar de seus protestos histéricos, para as situações mais alucinadas nos pontos mais distantes do tempo e do espaço.
O que realmente sustenta este livro hilariante, através de sua viagem freneticamente bizarra pela galáxia rumo ao legendário planeta de Magrathea e além, é a pergunta profunda sobre o porquê. De onde viemos? Por que estamos aqui? Para onde vamos? Onde vamos almoçar hoje?
              A série Guia do Mochileiro das Galáxias é composta por cinco livros: “O guia do mochileiro das galáxias” (livro 1); “O restaurante no fim do universo” (livro 2); “A vida, o universo e tudo mais” (livro 3); “Até mais, e obrigado pelos peixes!” (livro 4); e “Praticamente inofensiva” (livro 5). Toda a série foi publicada no Brasil pela Editora Arqueiro e encontra-se em catálogo, para felicidade dos fãs. Este é um clássico que utiliza doses generosas de aventura, ficção científica, sátiras e comédia para tratar de assuntos sérios, para debochar da burocracia, dos políticos, da “alta cultura” e de diversas instituições atuais. Mas, acima de tudo, este é um  livro que instiga o leitor a refletir sobre “a vida, o universo e tudo mais”.


Star Wars – Trilogia Thrawn
           
               No dia 25 de maio de 1977 ocorreu a premiér do lançamento do filme “Star Wars – Ep. IV: Uma Nova Esperança”. Tempos depois, com o estrondoso sucesso da saga intergaláctica no cinema e com a legião de fãs conquistada pela série, o 25 de maio adquiriu status de sacralidade e representatividade não apenas para os fãs de Star Wars, mas para todos os nerds. Eis que surgia o Dia do Orgulho Nerd.
A história da família Skywalker, dos Cavaleiros Jedi, dos Lordes Sith e da disputa pelo controle do poder político em uma galáxia muito distante passou das telonas para as páginas. Muitas publicações foram lançadas. Entre elas está a consagrada Trilogia Thrawn, escrita pelo americano Timothy Zahn.
            Está série narra os eventos ocorridos após a derrota do Imperador Palpatine, descrita no último filme da franquia, “Star Wars – Ep. VI: O retorno de Jedi”. Luke, Han e Leia enfrentam uma nova ameaça. Cinco anos após a destruição da Estrela da Morte, a ainda frágil República luta para restabelecer o controle político e curar as feridas deixadas pela guerra que assolou a galáxia. O Império, porém, parece não ter morrido com Dath Vader e o Imperador. Habitando os confins da galáxia, o grão-almirante Thrawn, gênio militar por trás de diversas ações imperiais, ainda luta para reconquistar o poder perdido. A bordo do destroier estelar Quimera, ele descobre segredos que lhe darão a chance de destruir definitivamente o que restou da Aliança Rebelde, para assim retomar o domínio da galáxia e controlar os últimos dos Jedi.
          Marco importante do chamado Universo Expandido da franquia, a Trilogia Thrawn é composta por “Star Wars – Herdeiros do Império” (livro 1); “Star Wars – O despertar da Força Negra” (livro 2); e “Star Wars – Última Ordem” (livro 3). Fora de catálogo no Brasil há muitos anos, a Editora Aleph adquiriu os direitos sobre a obra e lançou em dezembro do ano passado (2014) o primeiro volume, resgatando assim esse grande clássico.



Senhor dos Anéis

                A obra de Tolkien revolucionou de várias maneiras a forma como enxergamos a fantasia. Ele foi e ainda é considerado o pai da Fantasia Medieval. E sua obra máxima é a Trilogia O Senhor dos Anéis.
       Numa cidadezinha indolente do Condado, um jovem hobbit é encarregado de uma imensa tarefa. Deve empreender uma perigosa viagem através da Terra-Média até as Fendas da Perdição, e lá destruir o Anel do Poder – a única coisa que impede o domínio maléfico de Sauron, o Senhor do Escuro. Mas carregar o Um Anel é um fardo grande demais para qualquer ser, e Frodo, o jovem hobbit, terá de passar por inúmeros perigos; botar sua coragem, sua fé, suas amizades e sua vida a prova; e resistir à influência maligna do anel para cumprir sua penosa tarefa. O destino de toda a Terra-Média e de todos aos seres que nela vive depende do sucesso de um pequeno, pacato e improvável salvador. Paralelamente à jornada do Portador do Anel, muitas subtramas se desenvolvem: o legitimo herdeiro do trono dos homens se revela; os tempos de glórias dos elfos podem estar chegando ao fim; e o avanço de raças malignas precisa ser impedido.
                Alternadamente cômica, singela, épica, monstruosa e diabólica, a narrativa deste épico desenvolve-se em meio a inúmeras mudanças de cenários e de personagens, num mundo imaginário convincente em seus detalhes. Tolkien criou em O Senhor dos Anéis uma nova mitologia, num mundo inventado que demonstrou possuir um poder de atração atemporal. Embora Tolkien planejasse um volume único, a historia acabou sendo publicada em três volumes: “O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel” (livro 1); “O Senhor dos Anéis – As duas torres” (livro 2); e “O Senhor dos Anéis – O retorno do Rei” (livro 3). Publicado entre 1954 e 1955, ainda hoje continua sendo um enorme sucesso e uma referência no gênero. No Brasil, a série foi publicada pela Editora Martins Fontes.




Exterminador do Futuro
                Um futuro devastado por máquinas assassinas. O filme é um clássico dos anos 80 e um clássico da ficção científica. Uma novelização (linda de morrer) acaba de ser lançada pela editora DarkSide Books. O livro, versão em romance do roteiro original, é assinado pelo próprio James Cameron, em parceria com o roteirista Bill Wisher e o escritor Randall Frakes.
Em 1984, um ciborgue chega em Los Angeles com uma missão: assassinar mulheres. Suas vítimas têm em comum apenas o nome: Sarah Connor. A última Sarah é resgatada por um soldado que alega vir do século XXI. Tem início uma perseguição que põe em risco o destino da humanidade. O ciborgue é um T-800, máquina de matar perfeita, incapaz de sentir pena, medo ou dor. Nada o fará desistir enquanto não eliminar o líder da resistência humana antes mesmo do seu nascimento. Sem a existência de John Connor, estaremos completamente à mercê da tirania de máquinas inteligentes num futuro sombrio, e cada vez mais próximo. 2029, o Ano da Escuridão.
30 anos após seu lançamento, “O Exterminador do Futuro” dispensa apresentações. Difícil é encontrar quem não goste. Nerd então, impossível. Assim sendo, é uma leitura super recomendada.



Jurassic Park

                Novamente a ficção científica se mostra como um dos pilares da cultura nerd. Desta vez os protagonistas são a engenharia genética e os temíveis e fascinantes dinossauros. Jurassic Park é mais um clássico que fez sucesso nas telonas de todo o mundo. Mas o que muitos não sabem é que a famosa franquia cinematográfica é, na verdade, uma adaptação do livro homônimo do autor Michael Crichton.
Um magnata chamado John Alfred Hammond reúne quase 1 bilhão de dólares e ergue uma empresa que trabalha com engenharia genética (InGen Inc.), na ousada tentativa de recriar animais pré-históricos através da clonagem e inseri-los em uma espécie de parque temático, situado em uma distante e remota ilha da Costa Rica. Um punhado de cientistas é convocado a dar um passeio pela ilha e dizer sua opinião acerca do grandioso feito, estudando o comportamento de dinossauros vivos, recriados a partir da milagrosa empresa genética. Todo o programa do passeio corre bem, até que um descuido faz com que os responsáveis pelo parque percam o controle e o lugar vire um caos terrível na luta pela sobrevivência.
Jurassic Park é um thriller emocionante onde a grande lição a ser passada é que, por mais pretensiosos que os humanos possam ser, achando que podem controlar e subjulgar outros seres vivos conforme seus propósitos, a natureza é muito mais poderosa e “sempre encontra um jeito” de nos mostrar o quão frágeis nos somos.



E vocês, leitores? Qual seria o seu Top 5 livros para ler no dia do orgulho nerd?
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!