Tecnologia do Blogger.

02/06/2015

RESENHA - O Milagre (Nicholas Sparks)

Ficha técnica:
Referência bibliográfica: SPARKS, Nicholas. O milagre. 2ª edição. São Paulo, Arqueiro, 2015. 288 páginas.
Gênero: Romance.        
Temas: Romance, paixão, drama.
Categoria: Literatura estrangeira/ Literatura Americana.
Ano de lançamento: 2005 nos Estados Unidos, 2015 no Brasil.















“Bem, acontece que também não parecia desejo. Pelo menos não naquela manhã. Porque, ainda mais do que querer abraçá-la, ou beijá-la, ele ansiava apenas por vê-la outra vez. Por passar um tempo com ela. Conversar com ela. Queria vê-la revirando os olhos quando ele dissesse algo ridículo, queria sentir a mão dela sobre o seu braço como no dia anterior. Queria observá-la prendendo, com nervosismo, mechas de cabelo atrás da orelha enquanto lhe contava sobre sua infância. Queria perguntar a ela sobre seus sonhos e esperanças para o futuro, conhecer seus segredos”.
*O Milagre (pág. 175).



Um homem, uma mulher e o amor.
Jeremy Marsh é um jornalista investigativo e, por ossos do ofício, duvida de tudo e de todos. No auge do sucesso, Jeremy está prestes a realizar o sonho de muitos colegas da profissão e, principalmente, do seu produtor: trabalhar na TV. Porém, uma carta surpreendente faz com que ele mude o rumo de sua jornada.
Em Boone Creek, uma pequena cidade da Carolina do Norte, Jeremy se vê diante de um mistério envolvendo fantasmas no cemitério local. Seus instintos investigativos o fazem seguir rumo à cidade em busca da verdade.
Até que Jeremy é surpreendido pela bela e destemida Lexie Darnell, que incita Jeremy a encarar os mistérios da vida como ele nunca imaginou.  Como a própria sinopse da obra diz “O Milagre é um romance que explora os maiores mistérios de todos: os do coração”.
Ah, os romances! Não é novidade para ninguém o meu fascínio por estórias cheias de paixões e dramas. Antes de começar a ler o livro O Milagre, de Nicholas Sparks, eu já imaginava o que eu iria encontrar ali: muito drama e vários mimimis. Tudo muito típico de um romance contemporâneo, ainda mais se referindo ao autor de Um amor para recordar, Diário de uma paixão, Querido John, entre outros.
 Eu não vejo problemas em clichês e curti o livro apesar dele ser impregnado destes. A obra apresenta vários, como o do mocinho sedutor da cidade grande que conhece a mocinha do interior e ambos se apaixonam. Porém, os personagens Jeremy Marsh e Lexie Darnell, carregam características que os diferenciam dos personagens Landon Carter e Jamie Sullivan, de Diário de uma paixão, que dificilmente serão menos espetaculares que outros de Nicholas Sparks.
Em questão de acertos, o aspecto que mais chama a atenção é a proximidade da estória com o factual, aquilo que acontece corriqueiramente e foge um pouco da fantasia que os clichês apresentam. Talvez o único erro da estória tenha sido neste ponto também. A ideia de desenvolver a trama em apenas uma semana, o que, na realidade, raríssimas vezes acontece (se acontece), me incomodou um pouco, apesar do próprio narrador afirmar que amores não desenvolvem tão rapidamente. Acredito que em livros que descrevem estórias carregadas de emoção decorrentes de situações extremas, como a narrativa de Sob a redoma, obra de ficção científica de Stephen King (em breve teremos a resenha aqui na Academia Literária), na qual o autor desenvolve a estória de mais ou menos uma semana em quase mil páginas é mais aceitável.

O Milagre, de Nicholas Sparks, contém 288 páginas divididas entre 22 capítulos e um epílogo
Eu confesso que me decepcionei com a parte gráfica do livro. Com ilustrações bem tímidas, presentes apenas no início dos 22 capítulos. A formatação é simples, facilitando a leitura do texto. A obra é narrada em terceira pessoa, por um narrador onisciente. A narração é feita de forma linear, apresentando apenas algumas analepses que discorre através da lembrança dos personagens. O foco narrativo se restringe aos dois principais personagens e à estória de amor que estes constroem. Doris, a avó de Lexie, outro personagem que merece destaque, é uma personagem que carrega uma pitada de espiritualidade. Os outros personagens foram bem desenvolvidos e encaixados na trama.
Nicholas Sparks é um autor norte-americano famoso na literatura romântica contemporânea. Aos 31 anos lançou o primeiro livro e, desde então, já escreveu dezoito obras que venderam mais de 100 milhões de exemplares, em cinquenta idiomas. Onze delas foram adaptadas para o cinema e televisão.
Livros de romance, em suma, são iguais. Há quem não concorde, porém essa é a verdade, só que isso não torna nenhuma obra menos preciosa. Pelo contrário, todas trazem emoção, angústia, desejo e medo, apenas em escalas diferentes. O Milagre é uma obra que não traz nada de novo, mas apaixona pela simplicidade.
Eu recomendo, claro, para todos os fãs do fenômeno Nicholas Sparks. Estes vão se apaixonar ainda mais pelo talento do autor e por seus personagens sempre instigantes. Recomendo ainda, para o leitor que simpatiza com belas estórias que terminam com finais felizes. Por fim, não recomendo para aqueles que não gostam nem de ouvir falar em romances, porque teriam um ataque de nervos com este.





Bibliografia de NICHOLAS SPARKS (ordem cronológica):

Livros:

  • Diário de uma paixão (The Notebook) – Editora Novo Conceito (1996).
  • Uma carta de amor (Message in a Bottle) -  Editora Arqueiro (1998).
  • Um amor para recordar (A Walk to Remember) – Editora Novo Conceito (1999).
  • O Resgate (The Rescue) – Editora Arqueiro (2000)
  • Uma curva na estrada (A Bend in the Road) – Editora Arqueiro (2001)
  • Noites de Tormenta (Nights in Rodanthe) – Editora Novo Conceito (2002)
  • O Guardião (The Guardian) – Editora Arqueiro (2003)
  • O Casamento (The Wedding) – Editora Arqueiro (2003)
  • À Primeira Vista (At First Sight) – Editora Arqueiro (2006)
  • A Escolha (The Choice) – Editora Novo Conceito (2007)
  • Querido John (Dear John) – Editora Novo Conceito (2007)
  • Um Homem de Sorte (The Lucky One) – Editora Novo Conceito (2008)
  • A Última Música (The Last Song) – Editora Novo Conceito (2009)
  • Um Porto Seguro (Safe Haven) – Editora Novo Conceito (2010)
  • O Melhor de Mim (The Best Of Me) – Editora Arqueiro (2011)
  • Uma Longa Jornada (The Longest Ride) – Editora Arqueiro (2013)
  • O Milagre (True Believer) – Editora Arqueiro (2015)
  • Três Semanas com o Meu Irmão (Three Weeks with my Brother) – Editora Arqueiro (2015)






Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Isadora parabéns pela sua participação aqui na academia, fiquei impressionada como vc esmiuçou para nós esta obra inteira fazendo comparações obras , personagens e enredos sem sair dos trilhos ..parabéns amei viu ?
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Isadora,
    Eu sou muito curiosa pela leitura dos livros do Sparks.
    Pelo que vejo dos filmes percebo que realmente ele é um parceiro fiel dos clichês né?
    Eu tenho um livro dele e pretendo em breve tirar minhas próprias conclusões.
    Gostei da sua resenha bem detalhista em relação a obra.
    Beijos

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!