Tecnologia do Blogger.

17/05/2016

RESENHA – A Rebelde do Deserto (Alwyn Hamilton)

Alwyn Hamilton
Ficha técnica:
Referência bibliográfica: HAMILTON, Alwyn. A Rebelde do Deserto. 1ª edição. São Paulo, Seguinte, 2016. Tradução Eric Novello. 312 páginas.
Gênero: Romance, fantasia, Young Adults (YA)
Temas: Deserto, mitologia árabe, aventura, mistério
Categoria: Literatura Estrangeira; Literatura Americana
Ano de lançamento: 2016 no Brasil
Série: A Rebelde do Deserto (Livro 1)













“Este livro é sobre uma garota que a princípio quer fazer tudo sozinha mas acaba se envolvendo em algo muito maior”
A Rebelde do Deserto – Livro 1. (posição 4.197 – 96% – de 4.350 – página de Agradecimentos - E-book via Amazon)

O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher.
Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele.
Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por lhe revelar o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.
Este livro foi simplesmente sensacional. Do início ao fim você fica envolvido na história. Sabe aqueles livros que demoram um tempo para entrar no ritmo? Então, isso não acontece neste livro, pois temos muitas aventuras e mistérios no desenrolar da trama.
O livro é todo ambientado no deserto árabe misturado com faroeste. Nele, a autora nos mostra algumas criaturas mitológicas árabes, como exemplo os Djinnis que são seres extremamente poderosos. Outra questão abordada no livro, sobre a cultura árabe, é que os homens podem ter mais de uma esposa, além da submissão das mulheres perante seus maridos, pais ou irmãos.
Diante disso, Alwyn nos apresenta a Amani, personagem principal, também conhecida como Bandida de Olhos Azuis, que apesar da pouca idade, demonstrou muita personalidade e força de vontade.
Aqui conhecemos também Jin, um personagem extremamente cativante. Ao longo da história é possível perceber o amadurecimento do amor dele com a Amani. Mas não se engane, pois os dois não têm tempo para muito romance. Então, se você gosta de um livro que tem muita ação e pouco romance, este livro é indicado para você.
Um dos pontos negativos foi que no início fiquei um pouco perdida com a explicação do que era cada coisa (países, criaturas do deserto, etc), mas no decorrer da história é possível compreender. De qualquer forma, mas que só descobri depois de ler, a autora disponibilizou no site da série, em inglês, um guia sobre as criaturas do deserto. Para saber mais, clique aqui.
Além disso, infelizmente, ainda não estão disponíveis os outros títulos e não há previsão de lançamento deles aqui no Brasil.
O livro possui 30 capítulos, e é narrado de forma linear cronológica e em primeira pessoa, pelo ponto de vista da Amani.
É bom destacar que Alwyn Hamilton nasceu em Toronto, no Canadá, e já morou na França e na Itália. Estudou história da arte no King’s College, em Cambridge, e atualmente vive em Londres, onde trabalha numa casa de leilão.
Enfim, agora o que resta é aguardar ansiosamente pelo lançamento do próximo livro.

A Rebelde do Deserto
Fonte: http://rebelofthesands.co.uk

Bibliografia de ALWYN HAMILTON (ordem cronológica):


Livros:
  • A Rebelde do Deserto - Seguinte (2016)
Top Comentarista nº9: Clique para participar
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Achei interessante por não focar em romance. Com uma história dessas é mais legal que tenha mais ação do que romance. Acho. Abre espaço para muito mais história.
    O único lado ruim é essa falta de previsão de lançamentos dos outros. Estou com esse aqui, mas acho que vou adiar até ter mais para ler.

    ResponderExcluir
  2. Oie! Obrigada por sua resenha, muito boa mesmo. A capa desse livro está muito bonita e a sinopse é bem interessante. O que também não curto é ter que ficar tanto tempo esperando a continuação. Acaba que tenho que ler o mesmo livro duas vez, para relembrar. Muita ansiedade! Mas mesmo assim, creio que é uma boa leitura e com certeza vale a pena conferir. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Márcia, também concordo, sempre acabo esquecendo várias coisas ;)

      Excluir

Deixe o seu comentário!