Tecnologia do Blogger.

14/06/2016

RESENHA – A Promessa da Rosa (Babi A. Sette)

Babi A. Sette
Ficha técnica:
Referência bibliográfica: SETTE, Babi A. A Promessa da Rosa. 1ª edição. São Paulo, Novo Século, 2015. 432 páginas.
Gênero: Romance histórico
Temas: vingança, orgulho, ciúme.
Categoria: Literatura Nacional
Série: A Promessa da Rosa (Livro 1) e O Despertar do Lírio (Livro 2)




“Existimos somente naquilo que realizamos, não deixe de viver por medo da opinião dos outros”.
A Promessa da Rosa – Livro 1. (posição 4.425 – 64% – de 6.920 páginas - E-book via Amazon)




Século XIX: status, vestidos pomposos, carruagens, bailes... Kathelyn Stanwell, a irresistível filha de um conde, seria a debutante perfeita, exceto pelo fato de que ela detesta a nobreza; é corajosa, idealista e geniosa. Nutre o sonho de ser livre para escolher o próprio destino, dentre eles inclui o de não se casar cedo. No entanto, em um baile de máscaras, um homem intrigante entra em cena... Arthur Harold é bonito, rico e obstinado. Supondo, por sua aparência, que ele não pertence ao seu mundo, a impulsiva Kathelyn o convida a entrar no jardim – passeio proibido para jovens damas. Nunca mais se veriam, ela estava segura disso. Entretanto, ele é o nono duque de Belmont, alguém bem diferente do homem que idealizava, só que, de um instante a outro, o que parecia a aventura de uma noite se transforma em uma paixão sem limites. Porém, a traição causada pela inveja e uma sucessão de mal-entendidos dão origem ao ciúme e muitas reviravoltas. Kathelyn será desafiada, não mais pelas regras sociais ou pelo direito de trilhar o próprio caminho, e sim pela única coisa capaz de vencer até mesmo a sua força de vontade e sua enorme teimosia: o seu coração.
Amigos leitores, após ler este livro, precisei escrever esta resenha imediatamente, pois a minha ansiedade não me permitiria aguardar nem mais um segundo para contar o que achei dessa leitura.
Sabe quando você pega um livro para ler e não dá nada por ele? Foi isso que aconteceu. Aliás, aproximadamente, nos 40% de leitura eu achei que seria bem clichê esse romance. Pois, ele começou com a mocinha, Kathelyn Stanwell, que não seguia as regras impostas pela sociedade da época. Por outro lado, tínhamos o “príncipe”, ou melhor, o duque que estava à procura de uma futura duquesa, para garantir um herdeiro. E depois de uma inusitada situação em um baile de máscaras, ele passou a se interessar por ela. Por conta disso, eles se apaixonaram e resolveram casar.
Depois disso, perto do casamento deles, é que o livro começa a pegar fogo, ou melhor, o casal pega fogo, no bom sentido, claro. ;)
Não vou contar aqui o que acontece depois, mas a graça do livro está exatamente nisso. Mas, se preparem, pois, vocês se sentirão dentro da história. Sofrerão e se apaixonarão pelo casal. Em vários momentos eu quis dar uma sacolejada no duque, para que ele confiasse mais na palavra da Kathelyn, mas, por outro lado, também entendi o motivo dele não ter confiado nela.
A autora nos apresenta um mundo cheio de intrigas, mal entendidos, ciúmes, orgulho, vingança, violência e amizades. Foram tantas coisas que quase me vi à beira de um abismo. Sim, leitores. Nunca vi um casal se desencontrar tanto na vida como esses dois, e tudo por causa de um mal entendido.
No livro conhecemos também personagens que se passam por “amigos”, mas que é preciso ter cautela. Porém, existem amizades verdadeiras, e sem elas a história não faria sentido.
Sabe do que eu mais gostei? Foi saber que esta história maravilhosa foi escrita por uma brasileira. Este é o segundo romance histórico nacional que leio. Porém, a autora ambientou a obra em Londres, no século XIX. Tentei achar na internet o motivo pelo qual ela não optou por ambientar aqui no Brasil, mas, infelizmente, não consegui localizar nada. Se eu conseguir descobrir, passo por aqui e atualizo este o post.
A autora, Babi A. Sette, começou a escrever romances há três anos e não parou mais. Seu livro de estreia, Entre amor e o silêncio, publicado pelo Grupo Novo Século, teve a primeira edição esgotada em poucos meses. Formada em Comunicação Social, sente-se metade psicóloga; e outra socióloga. Ama viajar, conhecer pessoas e descobrir lugares. Apaixonada por romances de época, jura que viveria feliz também no século XIX. Atualmente, mora em São Paulo com o marido, a filha, um cachorro, um gato e seus personagens.
O livro possui 88 capítulos mais o epílogo, e foi escrito de forma linear cronológica, em terceira pessoa. Ele é narrado com pontos de vista alternados entre a Kathelyn e o Arthur, o que nos dá perspectivas diferentes sobre a mesma estória.
No site da autora está disponível o booktrailer a playlist que a inspirou na escrita do romance. Se puderem, não deixem de conferir. Está disponível, também, o primeiro capítulo do livro (clique aqui para ler).
O livro faz parte de uma série, intitulada “Flores da temporada”. O segundo livro foi lançado este ano, intitulado “O Despertar do Lírio”, que conta a história da irmã da Kathelyn.
Agora vou me preparar para a leitura deste segundo. Visto que tanto a autora como o livro, “A Promessa da Rosa”, entraram para a minha lista de favoritos do ano!

Bibliografia de BABI A. SETTE (ordem cronológica):
Fonte: Skoob
Livros:
  • Entre o Amor e o Silêncio – Talentos da Literatura Brasileira (2014)
  • A Promessa da Rosa – série Flores da Temporada– Novo Século (2015)
  • O Despertar do Lírio – série Flores da Temporada– Novo Século (2016)

Top Comentarista nº10: Clique para participar
Comentários
9 Comentários

9 comentários:

  1. Ahh, que legal é encontrar um livro daqui sendo do gênero que a gente mais ama e tão bom assim. Gostaria de ler esse, ele parece ser apaixonante, com ótimos personagens e todos aqueles detalhezinhos que fazem amar a leitura desse tipo de história. E essa continuação está sendo bem esperada também, quero ver o que vão falar dela e estou torcendo pra que seja boa. Assim poderia ler os dois.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cristiane, a autora me surpreendeu com esse livro. Vale a pena a leitura ;)

      Excluir
  2. Eu tive a honra de fazer parte da equipe que ajudou a Babi na divulgação dessa obra, e tenho que dizer que ela é um amor de pessoa que é impossível não se apaixonar por ela! Tenho os dois livros, A promessa da Rosa e o Entre o amor e o silêncio, mas ainda não tive a oportunidade de ler, mas como todos que eu vejo falando sobre se apaixonam eu também tenho certeza que irei. Mas já pela parte da falta de confiança eu já pude notar que eu irei sofrer e muuuuuuito, sou do tipo que shippa e sofre enquanto eles ficam se desencontrando. Não vejo a hora de ler os dois livros e conhecer essa história. Quanto a sua dúvida, eu vou procurar saber o porque, agora também bateu a curiosidade haha se eu descobrir, volto para contar!
    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna incomodo nenhum, posso te responder com outra pergunta? Julia quinn, Lysa Keypas, Mary Bagaloh entre tantas outras autoras famosas do gênero, não são inglesas e escrevem (na grande maioria da vezes) romances de época que se passam na Inglaterra, fora dos seus países de origem. Será que existe um motivo para isso? Talvez, de repente porque a Inglaterra é um pais monárquico até hoje, talvez porque Jane Auten era inglesa e muitas autoras se inspiraram nela... ou simplesmente porque eu, na minha humilde opinão, sinto que a arte assim como qualquer expressão artística não deve se limitar por fronteiras nem países, nem bandeiras. O incrível da arte e nesse caso da literatura é que ela abre as portas para o mundo e derruba fronteiras, nos igualando pela nossa maior riqueza que é na minha opinião, a nossa humanidade, Mas Bruna, veja bem, essa é apenas a minha visão das coisas, não signifique que seja a certa ou que seja errada. Quem sabe um dia, um personagem novo me traga para cá, na época do império, ou para china? ou para EUA ou de volta para Inglaterra? espero que sim. rs." - Resposta da Babi

      Excluir
    2. Oi Bruna, que bacana!!!! Você matou a minha curiosidade (rsrsrs) ;)

      Excluir
  3. Olá Gabi,
    Sou apaixonada por romance de época, é meu gênero literário favorito ♡. A Promessa da Rosa está na minha lista de desejados desde o ano passado, e não vejo a hora de ter o livro em mãos para iniciar essa leitura tão envolvente e emocionante. Adoro essas protagonistas que não seguem as regras impostas pela sociedade, que são determinadas e de personalidade forte, então já sei que vou torcer pela Kathelyn. Preciso ler esse livro pra ontem! Ainda mais agora com o lançamento de O Despertar do Lírio (capa divina).
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Micheli, também amo romances de época. Pode ler que você não vai se arrepender ;)

      Excluir
  4. Oi!
    Esse foi o primeiro livor da Babi A. Sette que li e desde lá virei fã dela, demorei um bom tempo para ler esse livro mas assim que comecei não parei mais, essa foi uma historia que surpreendeu positivamente, ela acaba trazendo um enxurrada de emoções diferentes ao longo da leitura e adorei esse livro, até mesmo o final que para mim quase nunca me agrada e estou doida para ler o próximo !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suzana, também amei a leitura. O próximo já está na minha lista para ser lido ;)

      Excluir

Deixe o seu comentário!