Tecnologia do Blogger.

26/07/2016

RESENHA – Morra por mim (Amy Plum)

Amy Plum
Ficha técnica:
Referência bibliográfica: PLUM, Amy. Morra Por Mim – Série Revenants. 1ª edição. São Paulo, Farol Literário (selo da editora Record), 2016. Tradução Martha Argel. 424 páginas.
Gênero: Romance, Ficção, Young Adults (YA)
Temas: Sobrenatural, Vingança, França, Histórias
Categoria: Literatura Estrangeira; Literatura Americana
Ano de lançamento: 2011 nos Estados Unidos da América e 2013 no Brasil
Série: Morra Por Mim (Livro 1), Até que eu Morra (Livro 2), Se eu Morrer (Livro 3 e último).





“Eu poderia ir para qualquer lugar, na verdade, e não faria a mínima diferença - eu estava cega para o mundo ao redor. Vivia no passado, me agarrando desesperada a cada migalha de minha vida anterior. Uma vida que eu dava por garantida, achando que duraria para sempre”.
Morra Por Mim (posição 64 – 1% – de 4.874 - E-book via Amazon)

Quando os pais de Kate morrem em um trágico acidente de carro, ela e sua irmã, Georgia, deixam suas vidas para trás e vão morar com os avós paternos em Paris. Para Kate, a única maneira de sobreviver à dor é se jogar nos livros e na arte parisiense - até conhecer Vincent. Misterioso, charmoso e muito bonito, Vincent ameaça derreter seu coração com apenas um sorriso. No entanto, Kate descobre que ele tem uma missão muito especial na Terra, e que está envolvido em uma guerra que vem sendo travada há séculos. Ela logo percebe que, se seguir seu coração, pode nunca mais viver a salvo novamente.
Após o acidente, a Kate ficou introspectiva. Ela ficava mais tempo em seu quarto lendo, ao contrário da sua irmã, que passou a sair muito para conseguir superar a dor da perda dos seus pais.
A Georgia percebeu que a nossa mocinha não estava nada bem, e decidiu incentivá-la a sair, para tentar esquecer um pouco a tragédia da morte dos pais. Por conta disso, Kate seguiu o conselho da irmã e decidiu que iria a um café para ler.
Ao chegar nesse café parisiense, após estar imersa em sua leitura, seus olhos foram atraídos para uma mesa com três rapazes. Todos muito bonitos, mas teve um que se destacou, por conta da intensidade do seu olhar nela. Este rapaz é o mocinho da nossa história, Vincent.
Por um acaso, a Kate e a Georgia foram passear à noite pela cidade, e viram o Vincent e seus amigos em uma situação muito esquisita. Os amigos dele estavam lutando com espadas com outras pessoas, e ele tentava persuadir uma mulher a não se jogar de uma ponte. Porém, como ela se jogou, o Vincent pulou também para tentar socorrê-la. Obviamente, elas acharam tudo muito estranho.
Depois desse dia, eles passaram a se encontrar não só no café, mas em outros lugares, como o museu da cidade, que a Kate frequentava sempre que ia visitar sua avó nos verões. Então, o Vincent convidou a Kate para fazerem um passeio. Como ela estava atraída por aquele cara lindo e misterioso, decidiu que aceitaria o convite.
Porém, tudo fica ainda mais estranho quando Kate vê uma foto de Vincent num obituário e, após isso, a autora começa a revelar seu mundo mágico.
O Vincent e seus amigos são seres sobrenaturais. Será que eles são vampiros? Lobisomens? Fantasmas? Alienígenas? Zumbis? Não vou contar! Para vocês descobrirem, terão que ler o livro. Mas, adianto que eles são uma espécie denominada de revenants, e que eu nunca havia lido nada parecido com esses seres.  ;)
É uma história encantadora, ambientada em Paris, a Cidade Luz. A autora construiu muito bem o cenário e os personagens. É uma trilogia, sendo que todos os livros já foram publicados no Brasil. Porém, foram lançados também dois contos digitais protagonizados por Jules, um dos amigos do Vincent. Infelizmente, os contos ainda não estão disponíveis aqui para nós.
Amy Plum
Capas dos livros que compõem a série Revenants
Criada em Birmingham, Alabama, Amy Plum mudou-se para Chicago quando tinha, aproximadamente, vinte anos. Depois de tudo isso, foi para Paris, França. Após cinco anos em Paris, mudou-se para Londres, onde ela conseguiu um mestrado em História da Arte Medieval, especializada na pintura de Siena Precoce (1260-1348).  Amy conseguiu encontrar um trabalho no mundo da arte e das antiguidades em Nova York. Mas depois de quase uma década, ela trocou sua cidade americana por uma vila francesa de 1300 habitantes. Quando assinou com a HarperCollins para a série de Die for Me (tradução: Morra Por Mim), Amy deixou o emprego como professora de Inglês na Universidade de Tours para escrever em tempo integral. Ela agora vive em Paris com seus dois filhos. Ela é uma grande fã de Edward Gorey e Maira Kalman, bem como David Sedaris, Amadeo Modigliani, e Ira Glass.
O livro possui 40 capítulos mais o prólogo. É narrado de forma linear cronológica e em primeira pessoa, pelo ponto de vista da Kate.
Gostei muito da capa do livro, achei-a intrigante. Aproveitei para procurar na internet as outras capas estrangeiras e encontrei as lançadas na França, nos Estados Unidos da América, no Reino Unido, na Itália, na Bulgária, na Turquia e na Espanha.
capas estrangeiras
Capas lançadas no Brasil, na França, nos Estados Unidos da América, no Reino Unido, na Itália, na Bulgária, na Turquia e na Espanha.
Por fim, ressalto que a editora publicou um booktrailer do livro, para assistir, clique aqui. Além disso, caso se interesse em saber mais sobre a autora, inclusive a playlist de alguns personagens, basta acessar o site dela (clique aqui).


Morra Por Mim
Fonte: http://www.amyplumbooks.com/
Bibliografia de AMY PLUM (ordem cronológica):

Livros:
     Morra Por Mim – Farol Literário (2013)
     Até que eu Morra – Farol Literário (2014)
     Se eu Morrer – Farol Literário (2015)
     Die For Her – não há previsão para ser publicado no Brasil
     Die Once More – não há previsão para ser publicado no Brasil
     Inside The World of Die For Me – não há previsão para ser publicado no Brasil
     After the End – não há previsão para ser publicado no Brasil
     Until the Beginning – não há previsão para ser publicado no Brasil
     An Alphabet of Paris Zombies – não há previsão para ser publicado no Brasil



Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Essa história é tão boa que acabei até relendo esse primeiro livro xD
    É uma coisa que nunca faço, mas tinha lido fazia muito tempo e para entender os outros dois, que esperei lançar, tive de ir lá ver como era de novo. E posso dizer: não impota quantas vezes você leia é só amor. Amor e amor e amor. Que trama boa de acompanhar! E o sobrenatural ali é tão louco e diferente! Já tinha lido algo quase na linha disso, mas nada como a autora descreveu. É uma trama leve a desse, mas quando ler o segundo e o último vai ficar doida de ansiedade. É muito bom mesmo, continue! E que capa linda né? Adorei que tenham feito sempre algo na linha do original, ficou bem legal de ver essas capas pelo mundo. Queria ler esses contos também, a editora podia ao menos lançar online né? =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal que você releu, Cristiane. Adorei esses seres sobrenaturais, achei bem original ;)

      Excluir

Deixe o seu comentário!