Tecnologia do Blogger.

19/07/2016

RESENHA – A queda dos anjos (Susan E E)

Ficha técnica:
Referência bibliográfica: E, Susan E.. A queda dos anjos – Fim dos dias. 1ª edição. São Paulo, Verus (selo da editora Record), 2016. Tradução Monique D’Orazio. 279 páginas.
Gênero: Ficção, fantasia
Temas: Anjos, Guerra, Apocalipse
Categoria: Literatura Estrangeira; Literatura Americana
Ano de lançamento: 2012 nos Estados Unidos da América e 2016 no Brasil
Série: A queda dos anjos – Fim dos dias (Livro 1)











“Dormindo, ele parece um príncipe encantado ensanguentado e acorrentado num calabouço. Quando eu era pequena, sempre pensei que seria a Cinderela, mas acho que isso faz de mim a bruxa má. Se bem que a Cinderela não vivia em um mundo pós-apocalíptico invadido por anjos vingadores.”
A queda dos anjos: fim dos dias – Livro 1. (pág. 43)

Os anjos do apocalipse chegaram — e vieram para aterrorizar a humanidade e acabar com o mundo moderno. Gangues de rua tomam conta do dia, enquanto o medo e a superstição dominam a noite. Quando anjos guerreiros sequestram uma menininha indefesa, sua irmã mais velha, Penryn, fará o que for preciso para salvá-la. Até mesmo um acordo com um anjo inimigo. Raffe é um guerreiro caído, que perdeu as asas. Depois de eras lutando suas próprias batalhas, ele é resgatado de uma situação desesperadora pela jovem Penryn, que concorda em ajudá-lo — desde que ele mostre a ela como encontrar sua irmã. Viajando por um mundo sombrio e perigoso, eles podem contar apenas um com o outro para sobreviver. Juntos, vão em direção à fortaleza dos anjos em San Francisco, onde Penryn arriscará tudo para resgatar sua irmã, e Raffe se colocará à mercê de seus piores inimigos pela chance de voltar a ser inteiro.
Caros leitores, eu estava louca para ler este livro, por ser uma trilogia que envolve anjos. Se você espera um livro em que os anjos são bonzinhos e que vivem lá no céu para cuidar de você, então esqueça! Pois neste livro os anjos são guerreiros vingadores.
Neste livro conhecemos a Penryn, uma adolescente de 17 anos que assumiu a responsabilidade de cuidar da mãe e da irmã mais nova, Paige, que sofreu um acidente quando era mais nova e não consegue andar.
O mundo que elas conheciam está em guerra, já que os anjos, outrora defensores da humanidade, desceram à terra para travar uma guerra com os humanos. Por causa da guerra, o mundo virou um “salve-se quem puder”. Então, a nossa protagonista tenta procurar abrigo e alimento para sua família, já que quase tudo foi destruído.
Ao tentarem ir para um lugar mais seguro, elas presenciam uma luta entre anjos, em que um deles acaba perdendo a asa. Fugindo dessa briga, elas acabam sendo vistas por eles. Numa tentativa de despistá-los, a Penryn joga uma arma para o anjo que está quase sendo morto, e, por causa disso, o outro pega a irmã dela da cadeira de rodas e a leva para o “ninho da águia”, local onde os anjos montaram o “quartel”.
Desesperada, a nossa mocinha cuida do anjo ferido, já que ele é única chance que ela tem de resgatar a sua irmãzinha.
A estória gira em torno da parceria dela com o anjo Raffe. O acordo foi que ele a ajudasse a resgatar sua irmã, e ela o ajudaria a passar como humano até chegarem ao ninho. Para chegarem ao ninho, era necessário caminharem pela cidade, e a probabilidade de encontrarem com outras pessoas era muito grande. Como ele estava vulnerável, por conta das asas, seria mais fácil passar despercebido se estivesse na presença de outra humana. Além disso, a única forma do Raffe recuperar suas asas seria costurá-las com outro anjo, por conta da técnica, que ficava no ninho.
A Penryn é uma personagem muito corajosa, ela não tem medo de enfrentar nem mesmo um anjo guerreiro para salvar sua irmã. E se for preciso ela vai passar por cima de quem estiver no caminho. O Raffe é aquele personagem misterioso com muitas respostas sarcásticas na ponta da língua. Eles precisaram construir uma confiança mútua, para que pudessem seguir em frente com os seus propósitos. Neste livro, a autora não desenvolveu o romance entre eles, mas meu coração apaixonado espera que no próximo essa questão seja mais abordada.
Por ser um livro curto, consegui lê-lo em apenas um dia. Confesso que esperava que a história se aprofundasse um pouco mais sobre a questão da guerra dos anjos com os humanos. Fiquei com algumas pulgas atrás da orelha, principalmente em relação à mãe da Penryn, esquizofrênica que conversava com demônios. Acho que poderemos ter alguma surpresa sobre ela no outro livro.
sussan ee
Capa original do livro
Susan E. E, autora do livro, tem um longo caso de amor com ficção científica, fantasia e terror, especialmente se houver um toque de romance. Ela já foi advogada, mas prefere ser escritora, pois assim pode soltar sua imaginação. A queda dos anjos, seu primeiro livro, foi traduzido em mais de vinte países e teve os direitos cinematográficos adquiridos por uma grande produtora.
Os 47 capítulos do livro foram narrados de forma linear cronológica e em primeira pessoa, pelo ponto de vista da Penryn. Tanto a capa original do livro como a que foi publicada aqui no Brasil ficaram muito bonitas. Aproveitei para dar uma olhada na internet sobre os personagens, então, achei no painel da Bailey Dee Knight, no Pinterest, a ilustração ao lado sobre o Raffe <3. 


Fonte: Bailey Dee Knight
No final do livro, descobrimos o que aconteceu com a Paige. E uma situação que me deixou pra lá de triste com o que a malvada da autora fez com o Raffe. Por causa disso, a situação dos personagens muda completamente. Agora o que resta é aguardar o próximo livro, e saber como a autora se redimirá com os personagens (rsrsr). 
 
Fonte:Peter Adams
Bibliografia de SUSAN E. E (ordem cronológica):
 Livros:
  • A queda dos anjos: fim dos dias - Verus (2016)
  • Word After – não publicado no Brasil
  • End of days – não publicado no Brasil
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Oi Gabi, esse é outro livro que está na minha lista.
    Até agora eu só vi comentários positivos sobre ele, e a minha curiosidade só aumenta *-* Eu adoro a premissa desse livro (ainda mais por não ser clichê) e parece que a autora sobre construir a história muito bem. E eu adorei que a autora não deu tanta ênfase no romance nesse primeiro livro, acho que deixa tudo mais realista. E já estou curiosa sobre esse final. Beijo!

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!