Tecnologia do Blogger.

15/11/2016

RESENHA – Simples Perfeição (Abbi Glines)

Abbi Glines
Ficha técnica:
Referência bibliográfica: GLINES, Abbi. Simples Perfeição - Rosemary Beach – Série Perfeição. 1ª edição. São Paulo, Arqueiro, 2015. 208 páginas. Tradução: Cássia Zanon
Gênero: Romance, New Adult
Temas: clube de golfe, administração, fobia
Categoria: Literatura Estrangeira; Literatura Americana
Ano de lançamento: 2013 nos Estados Unidos da América e 2015 no Brasil
Série: Paixão sem limites (Livro 1), Tentação sem limites (Livro 2), Amor sem limites (Livro 3), Rush sem limites (Livro 4), Estranha Perfeição (Livro 5) e Simples Perfeição (Livro 6).



“Não duvide de si mesma. Não duvide da sua importância. As pessoas não te amam e te esquecem, Della. Você é inesquecível”.
Simples Perfeição – Livro 6 (posição 2.000 de 3.185 - E-book via Amazon)

Caros leitores, primeiramente, se vocês não leram o livro anterior, “Estranha Perfeição”, sugiro que não leiam esta resenha, pois pode ser que haja algum spoiler dele, tendo em vista que este livro é sua continuação. 

Woods teve sua vida traçada desde o berço. Cuidar dos negócios da família, casar com a mulher que os pais escolheram, fingir que riqueza e privilégios eram tudo de que ele necessitava. Então a doce e sensual Della apareceu e conquistou seu coração, abrindo seus olhos para um novo futuro. A vida do casal seguia para um final feliz, até acontecer um imprevisto: a morte do pai de Woods. Da noite para o dia, o rapaz herda o império Kerrington e, embora sempre tenha almejado essa posição, precisará de toda ajuda possível para provar que está à altura de tanta responsabilidade. Della está determinada a ser o apoio de que Woods necessita, mas os fantasmas do passado ainda estão presentes e mais intensos do que nunca. Pressionada pela ex-noiva e pela mãe de Woods, ela toma a decisão mais difícil de sua vida: abdicar da própria felicidade pelo homem que ama. Mas os dois terão a força necessária para seguir em frente um sem o outro? Concluindo a sedutora história de Woods e Della, Simples Perfeição é o romance mais surpreendente de Abbi Glines e mostra que encontrar alguém pode ser um golpe do destino, mas descobrir a perfeição ao lado dessa pessoa requer aceitar a si mesmo e superar os piores obstáculos a dois.

Vocês se lembram que na resenha do livro anterior eu havia dito que o Woods entrou para a minha lista de personagens favoritos do ano? Não? Então leiam a resenha (clique aqui). Pois bem, ele continua com o posto de um dos favoritos. Gostei muito das atitudes dele ao lidar com os problemas psicológicos da Della. Mas, infelizmente, achei as atitudes da Della muito melodramáticas. 

Neste livro vamos conhecer melhor a doença da Della e como ela não lidou com ela. Além do Woods, a Braden, sua melhor amiga, a ajudou muito. 

Gostei muito dela, pois ela mostrou que família não necessariamente é aquela do mesmo sangue, mas sim aquela construída com amor e respeito. Por serem amigas de infância, ela conhece todos os traumas e medos da Della. Por isso, a apoiou em tudo, inclusive a redescobrir como viver a sua vida. Um dos pontos que mais gostei dela foi que em nenhum momento ela tentou passar mão na cabeça da Della pelos seus erros. 

Além disso, com a morte do pai do Woods ele precisou assumir a presidência do clube de golfe. Infelizmente, a mãe continuou pressionando-o a se casar com a Angelina Greystone. E isso o afastou cada vez mais dela. Já a Angelina Greystone se demonstrou uma louca. Porém, confesso que esperava que ela fosse atazanar mais a vida do casal. Mas, ela fez uma ceninha e depois, puft, sumiu do mapa.

Com a mudança de cargo, o Woods precisou fazer algumas mudanças na empresa, começando pelo conselho administrativo, já que os membros anteriores eram de confiança do pai e não dele. 

Admito que achei as escolhas dele, para os novos membros do conselho, sem noção. Pessoalmente, se eu tivesse uma empresa como a dele, gostaria de ter pessoas em que confiasse, mas que também fossem competentes para assumir um cargo. Já as escolhas dele foram feitas apenas porque ele confiava nelas. Mas, enfim, quem sou eu no ramo dos negócios, não é mesmo?

Não tenho muito mais para comentar sobre este livro. Sinceramente? Acho que ele foi desnecessário. Se a autora tivesse finalizado a história no livro anterior teria ficado bem melhor. Neste livro achei muito “blá, blá, blá” sem muito conteúdo. A única coisa que salvou foi já no final da trama, que aconteceu uma grande reviravolta na vida de um dos personagens secundários, que não vou citar aqui quem foi. Sou má (hahaha)!

Para quem não leu a resenha anterior, a autora, Abbi Glines, nasceu em Birmingham, Alabama. Morou na pequena cidade de Sumiton até os 18 anos, quando seguiu o namorado do colégio até a costa. Atualmente os dois moram com seus três filhos em Fairhope, Alabama. Autora de diversos livros da lista de mais vendidos do The New York Times, Abbi é viciada no Twitter (@abbiglines) e escreve regularmente no seu blog.

O livro foi escrito alternando o passado e o presente, em primeira pessoa, pelo ponto de vista da Della e do Woods. Como os capítulos são curtos, a leitura fluiu que foi uma beleza. Além disso, a editora disponibilizou o primeiro capítulo, para ler, clique aqui.

Para os amantes de marcadores de página, a editora disponibilizou o marcador deste livro, para baixar clique aqui.

Por fim, o próximo livro, “A Primeira Chance” conta a história da Harlow e do Grant. Para quem leu o primeiro livro da série, “Paixão sem limites”, pôde conhecer um pouco sobre o Grant e a Nan, meia-irmã da Harlow e do Rush. Da Harlow eu não tenho muito o que falar, pois não li os livros 3 e 4, que acredito que tenham alguma aparição dela. Então, estou com muitas expectativas sobre este livro, até para ver o que vai acontecer com esse triângulo amoroso, já que o Grant tem um caso com a Nan, e ela consegue ser mais tosca que a Angelina. Sendo assim, aguardem que em breve haverá uma nova resenha por aqui.

Simples Perfeição

Bibliografia da ABBI GLINES (ordem cronológica):

Livros:
     Paixão sem limites – Arqueiro (2013)
     Tentação sem limites – Arqueiro (2014)
     Amor sem limites – Arqueiro (2014)
     Estranha Perfeição – Arqueiro (2014)
     Simples Perfeição – Arqueiro (2015)
     A primeira chance – Arqueiro (2015)
     Mais uma chance – Arqueiro (2016)
     Para sempre minha - Arqueiro (2016)
     Para sempre minha - Arqueiro (2016)
     À sua espera - Arqueiro (2016)
     Kiro e Emily – - Arqueiro (2016)
     When you’re Back – sem previsão para ser publicado no Brasil
Top comentarista n°6: Clique para participar


Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. Eu ainda não li nada a autora!
    Queria muito! Parece ser o tipo de livro que é a minha cara.
    Amo romances e esse new adult me chamou a atenção!
    Vou ler

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rita, se você gosta de new adult sugiro a leitura desta série. É muito boa ;)

      Excluir
  2. Gabi...vc tem razão, a escrita da escritora eh mto boa!
    Qro mto ler oas obras dela, me encantou...
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Aline, eu gostei muito de como ela escreve. O bom que os livros não têm muita enrolação ;)

      Excluir
  3. Gabi!
    Não li nenhum livro da autora ainda mas acredito que vou gostar porque amo romances e se picantes melhor.
    Obrigada pelo marcador.
    “Não há nada que faça um homem suspeitar tanto como o fato de saber pouco.” (Francis Bacon)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rudynalva, sou suspeita para falar, pois adoro romances picantes também ;)

      Excluir
  4. Senti um certo exagero ali também, algumas coisas da personagem foram meio que cheias de melodrama mesmo. Mas tá valendo. A escrita da autora é viciante e achei até legal de ler. E quando chega o final e surge aquelas coisinhas que deixam curiosa pelos próximos livros? Ai ai...não dá pra parar de ler por simples curiosidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cristiane, realmente os finais sempre nos deixam com uma pulga atrás da orelha rsrsr

      Excluir

Deixe o seu comentário!