Tecnologia do Blogger.

04/04/2017

RESENHA – Desejo Concedido – (Megan Maxwell)

Megan Maxwell
Ficha técnica:
Referência bibliográfica: MAXWELL, Megan. Desejo Concedido – série “Guerreiras”. 1ª edição. São Paulo, Essência (selo da editora Planeta), 2016. 464 páginas. Tradução: Sandra Martha Dolinksky.
Gênero: Romance histórico
Temas: clã, Escócia
Categoria: Literatura Estrangeira; Literatura espanhola
Série: Desejo concedido (Livro 1)





“Voarei como o vento, sem deixar sinal. E, quando o dia começar, tornarei a voar!”
Desejo concedido – Livro 1. (posição 5.261 - E-book via Amazon)





Queridos leitores, neste romance de época, vamos conhecer a história da Megan Philiphs e do Duncan McRae, laird (chefe) do clã McRae. Ela e seus irmãos, Shelma e Zac, moravam na Inglaterra com os pais. Porém, por conta de um acidente, tanto a mãe, Deirdre, quanto o pai, George, morreram. Por conta disso, os tios, Margaret e Albert Lynch, se tornaram tutores deles. Naquela época, a Megan tinha 20 anos, a Shelma 18 anos e o Zac 1 ano.
Como a Margaret odiava os três sobrinhos, por serem mestiços, já que o irmão se casou com uma escocesa, ela resolveu que as duas sobrinhas deveriam se casar, e o pior é que os homens escolhidos eram dois inimigos dos pais delas, haja vista que eles repudiavam o simples fato da Deirdre ser escocesas. Desta forma, o casamento seria uma forma de se livrar das sobrinhas. Já o Zac, que tinha apenas 1 ano, seria mais fácil “domesticar”, e ele seria criado como “um bom inglês para que massacrasse os malditos highlanders” (palavras da tia, não minhas, leitores).  Porém, esse interesse em ficar apenas com o Zac era porque ele herdaria (no livro não deixou claro qual era o título do pai deles) o título do pai, sendo assim, os tios se beneficiaram do dinheiro.
A Megan escutou a conversa dos tios com o bispo, quando eles negociavam o casamento. Então, resolveu pedir ajuda ao vizinho, John, que também era um grande amigo do pai delas.
A única solução que o John achou foi levá-los para morar com o avô delas, Angus de Atholl, do clã McDougall, na Escócia.
Após essa ida para a Escócia, a história avança seis anos. Desta forma, os irmãos já estavam habituados com a nova vida que levavam. A Megan e a Shelma trabalhavam no castelo de Dunstaffnage, propriedade do clã, e se tornaram muito amigas da Gillian, irmã do laird Axel, e da Alana, noiva do Axel.
Vários convidados chegaram ao castelo para o casamento da Alana e do Axel, entre os convidados estava o Duncan McRae, também conhecido como falcão, pois diziam que quando ele fixava o olhar em alguém, era por apenas duas razões: ou porque mataria esse alguém ou porque lhe arrancaria informações.
O McRae ficou encantado pela Megan, e tentou se aproximar mais dela. Só que a moça não gostava muito de papo e muito menos com um que tinha a fama de ser mulherengo. Então, fugia de todas as formas dele. Quanto mais ela fugia, mais encantado ele ficava.
O avô dela, que percebeu as intenções do rapaz, fez ele prometer que se acontecesse alguma coisa ele se casaria com ela ou arrumaria algum bom marido para a moça. Dessa forma, aconteceu um problema com a Megan e sua irmã, o que culminou no casamento dela com o falcão e no da sua irmã com o laird do clã McKenn, Lolach.
Leitores, pensem em um livro que em vários momentos eu tive vontade de jogar na parede ou de simplesmente abandonar a história. Mas, por amor a vocês, lutei bravamente para finalizar a leitura. Imaginem um casal que não combina em “nadica” de nada. A Megan é muito chata, ela acha que sempre tem razão; já o McRae era uma pessoa tão sem noção, e falava cada coisa sem sentido, que deixava a Megan tão magoada (muitas vezes com razão), que eu tinha que virar o rosto e suspirar para continuar a leitura.
Confesso que até o momento não sei o motivo de alguns personagens existirem na história. Porém, não vou contar aqui quem são, caso vocês resolvam desbravar esse livro. De qualquer forma, após ler quase 60% da história eu consegui ter mais afeição ao casal, e, por isso, consegui terminar a leitura.
A autora do livro, Megan Maxwell, nasceu na Alemanha e foi radicada na Espanha. Dedica-se aos romances femininos e eróticos há mais de uma década, tendo publicado seu primeiro livro, Te lo Dije, em 2009. Vencedora de mais de dez prêmios literários, entre eles o Prêmio Internacional de Seseña — em 2010, 2011 e 2012 —, seus relatos picantes ganharam fãs em todo o mundo, inclusive no Brasil, onde a sua trilogia “Peça-me o que quiser” se tornou um best-seller. Ela escreveu mais de 15 títulos e vive em Madri com seu marido, filhos, seu cão, Drako, e seus gatos Romeu e Julieta. Mais informações sobre Megan Maxwell e sua obra estão disponíveis no seu site oficial: www.megan-maxwell.com.
O livro possui 45 capítulos, e é narrado de forma linear cronológica. Ele foi escrito em terceira pessoa, com ponto de vista alternado entre várias personagens, porém, a maior parte é narrada pela Megan e pelo Duncan.
Por fim, é importante ressaltar que o livro compõe uma série de quatro livros, cada um com a história de um personagem diferente. O próximo livro será a história da Gillian e do Niall, irmão do Duncan. Ambos os personagens têm destaque neste primeiro livro. Atualmente, apenas o primeiro livro foi lançado aqui no Brasil. Então, se vocês desejam ler a série, é importante começar por este primeiro livro.
Desejo Concedido

Bibliografia da Megan Maxwell (ordem cronológica):

Livros:
                Peça-me o que quiser -  Suma das letras (2013)
                Peça-me o que quiser agora e sempre -  Suma das letras (2013)
                Peça-me o que quiser ou deixe-me -  Suma das letras (2014)
                Vai Sonhando -  Suma das letras (2014)
                Adivinhe Quem Sou - Essência (2014)
                Surpreenda-me -  Suma das letras (2014)
                Os Príncipes Encantados Também Viram Sapos -  Suma das letras (2015)
                Adivinhe Quem Sou Esta Noite - Essência (2015)
                Pela Lente do Amor - Essência (2015)
                Você Se Lembra de Mim - Essência (2016)
                Peça-me o que Quiser e Eu Te Darei -  Suma das letras (2016)
                Desejo Concedido – série “Guerreiras” – Essência (2016)
                Desde Donde se Domine La Llanura – (ainda não publicado no Brasil)
                Siempre Te Encontraré –  (ainda não publicado no Brasil)
                Una Flor Para Otra Flor –  (ainda não publicado no Brasil)



Top Comentarista n°3: Clique para participar
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Gabi!
    Além de amar romance histórico, porque nos ambienta em locais onde muitos fatos aconteceram mesmo na realidade, ser ambientado na Escócia chama ainda mais atenção, porque amo esse lugar, as terras altas, a terra dos Highlanders, muita magia e história.
    Gostaria de ler.
    “ Eu creio que um dos princípios essenciais da sabedoria é o de se abster das ameaças verbais ou insultos.” (Maquiavel)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rudy, eu adoro romance que tem um highlander como personagem principal :)

      Excluir
  2. Apesar de você ter tido a vontade de jogar o livro na parede, continuo bem animada pra ler esse livro haha
    Já está na minha listinha de desejados. AMO esse gênero literário.
    Estou bem curiosa em relação a escrita da autora, pois não li nenhum livro dela ainda.
    Desejo Concedido parece ter um enredo bom, com personagens muito bem desenvolvidos.
    Espero poder ler essa e as outras obras da autora em breve.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Caroline, espero que você goste, eu também gosto desse gênero literário :)

      Excluir
  3. Eu adoro a escrita da Megan Maxwell, mas só conheço seus livros eróticos. Não fazia ideia que ela escrevia outros gêneros, até pouco tempo atrás. Comecei lendo sua resenha bem empolgada, pois já tinha visto criticas positivas sobre este livro, mas você levantou questões que me deixaram com o pé atrás. Gosto de toda a ideia do livro por ser uma cultura a qual não estou habituada e, também, por ter guerreiros que acho que renderia ótimas cenas de ação na trama. Apesar de não ter certeza sobre o que esperar desta história, pretendo dar uma chance no futuro para este e outros livros da autora.

    ResponderExcluir
  4. Eu ainda não li nenhum livro da Megan, mas já ouvi falar muito dela!
    Sei que tem uma escrita super boa!
    Quero ler esse livro!
    Amo romances de época!

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!