Tecnologia do Blogger.

14/02/2018

NOTA DE ESCLARECIMENTO - Literatura por Mulheres


Olá, queridos leitores da Academia! Como estão? Gostaríamos de esclarecer alguns pontos sobre o nosso evento. Se você está aqui pela primeira vez, pode acessar pelo link e conhecer mais sobre este evento que está na terceira edição.


O evento Literatura por Mulheres, que já está em sua terceira edição, adota a inscrição voluntária de escritoras interessadas em participar, seguida por enquete com escolha popular das três escritoras que irão a compor a mesa redonda no dia do evento. Essa estratégia é usada desde a primeira edição e, salvo a possibilidade de se encontrar futuramente uma forma mais eficiente de “selecionar” as participantes, a organização do evento pretende continuar usando esse método.
A pergunta importante a ser respondida é: porque inscrição voluntária e porque enquete com votação popular? E a resposta sincera e honesta é muito simples: essa foi a forma que a organização encontrou para dar espaço ao maior número possível de escritoras, independentemente de círculos sociais ou laços de amizade com os membros da organização.
Explicando melhor.
A inscrição voluntária de escritoras foi adotada como forma de oferecer a oportunidade para TODAS as autoras que tiverem interesse em participar – dentro dos critérios estabelecidos para o evento, entre eles a “exigência” de ter ao menos uma obra publicada, seja em formato físico ou em e-book. E a palavra “todas” representa as escritoras já conhecidas pela organização, bem como as escritoras que ainda não tivemos o prazer de conhecer. É uma alegria imensurável receber uma inscrição de alguém que ainda não conhecíamos e constatar que ainda há muitos talentos a serem descobertos, dentro e fora de Brasília.
Em tempo: dentre as regras do evento, é vedada a inscrição de escritoras que já participaram das mesas redondas de edições anteriores. O motivo, novamente, é abrir espaço para mais e mais escritoras mostrarem seu trabalho, na tentativa de sair do ciclo vicioso de sempre ter as mesmas pessoas participando da maioria esmagadora dos eventos.
Por fim, a enquete com votação popular. Para que o evento e o debate sejam dinâmicos e as autoras que participam da mesa redonda possam expor de maneira satisfatória suas ideias e seu trabalho, o cast se limita a 01 (uma) mediadora e 03 (três) participantes. Nas duas primeiras edições do evento, foram 10 inscrições cada. Este ano, foram 14 inscrições. É preciso selecionar apenas três para participar. E como fazer isso sem desmerecer ninguém e sem cair em critérios pessoais e pouco transparentes? A “melhor” forma que encontramos foi por meio de votação popular. E por “melhor” entenda-se a mais objetiva, a mais interativa, a mais TRANSPARENTE. Números são números. Simples, objetivos. A enquete requer engajamento? Sim. Requer esforço? Talvez. Ela significa/representa alguma coisa? Apenas uma forma de selecionar a quantidade necessária de participantes para o evento. Apenas isso. Porque, novamente, números são apenas números. Eles não dizem ABSOLUTAMENTE NADA sobre a capacidade de alguém ou a qualidade de algo. Nada. Então, “ganhar” ou “perder” em uma enquete não quer dizer coisa alguma. Seu objetivo nunca foi e nunca será colocar o talento das escritoras inscritas em uma balança. Longe disso.
O significado da enquete é tão pequeno que a organização sempre teve o posicionamento de incentivar o comparecimento de todas as inscritas no evento, ainda que do lado da plateia e não no palco . Afinal, a mesa redonda conta com a participação do público e o objetivo maior é debater o papel da mulher na Literatura.
Outro motivo importante para manter a enquete é que públicos diferentes poderão ter contato com nomes de escritoras que eles ainda não conheciam e isso também é uma forma de divulgação. Uma vez que, por mais que a pessoa vote em outra autora, ela terá contato com o nome das demais inscritas e poderá se interessar por conhecer o trabalho dela posteriormente. Vale ressaltar, inclusive, que algumas das autoras inscritas tiveram a iniciativa super louvável de compartilhar links com informações dos seus trabalhos dentro da página do evento no Facebook. Essa iniciativa partiu das próprias inscritas e nós, membros da organização, consideramos a ideia excelente e desejamos que cada uma delas se apropriem ainda mais do espaço para se divulgarem e promoverem uma maior interação com todos, principalmente com quem ainda não era seu leitor e pode vir a ser.
Resumindo: a organização do evento é composta por três blogs – Academia Literária DF, Leitora Sempre e Ponto Para Ler – totalizando cinco pessoas (considerando apenas os donos, sem contar os colunistas e colaboradores de cada um). Por mais envolvidos no mundo literário e por mais engajados que possamos ser, é humanamente impossível conhecer todos os talentos desse nosso país. Igualmente impossível é selecionar pessoas para participar de algo sem recorrer a critérios pessoais e subjetivos. Portanto, o LITERATURA POR MULHERES optou pela transparência da inscrição voluntária e a enquete por votação popular como forma de dar espaço e voz para todas as talentosas escritoras que desejam mostrar um pouco  mais do seu trabalho.

Dito isso, agradecemos o respeito e a compreensão de todos.

Academia Literária-DF



Link para a página do evento no Facebook: aqui.
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Helkem!
    Desejo sucesso uma vez mais no evento.
    Uma semana abençoada!
    “Acredite na justiça, mas não a que emana dos demais e sim na tua própria.” (Código Samurai)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!