Tecnologia do Blogger.

06/06/2018

A polêmica das leituras do Lula e os hábitos dos brasileiros


Olá, queridos leitores da Academia! Como estão? Trago para vocês hoje mais um Academia Opina (saudades de escrever nessa coluna). E o assunto de hoje é sobre os hábitos de leitura dos brasileiros, usando como gancho a recente polêmica que houve no Twitter (e demais mídias) sobre as leituras do ex-presidente Lula. Quero trazer uma reflexão sobre o ocorrido. Abaixo segue minha opinião ( literária, não política, que fique claro!) sobre o caso e vocês, claro, são livres para dar a de vocês.




Ontem estava eu tranquilo olhando meu feed do Facebook, como tenho costume de fazer logo após tomar café da manhã, quando me deparo com uma imagem compartilhada por alguém que me chamou atenção. Não lembro quem foi a pessoa, mas fui buscar a fonte. É essa aí:    


A imagem é o print de uma postagem que a assessoria de imprensa dele postou no último domingo (3). Conhecendo o twitter como conheço, fui curiar para saber a repercussão do post. E é claro que a polêmica rolou solta. Mas uma em especial me chamou atenção (e atenção de centenas de leitores espalhados pelo Brasil):      


O livro citado pela assessoria do Lula, "O Voto do Brasileiro", tem 280 páginas. Então a conta que a Bruna Luiza fez em seu post poderia ser bem maior. As pessoas, obviamente foram dar suas opiniões sobre o assunto. Ignorando os comentários com teor político e se atendo à questão da quantidade de livros que ele supostamente leu, alguns usuários da rede falaram que é balela, outros que é totalmente possível fazer o que a assessoria dele alega que ele fez. Como no print abaixo: 




Agora esqueçam todo o resto e se concentrem nessa afirmação do post da Bruna: "Qualquer pessoa que costuma ler sabe que isso é irrealista”. Não, não vamos falar sobre o resto (nem sobre outros posts da moça), senão teremos conversa aqui para a semana toda (e polêmicas). Qual a interpretação que vocês dariam para essa frase?
Consigo interpretar de duas formas. A primeira é que a moça disse que não é possível que leitores assíduos (desconsiderando obviamente quem não cultiva o hábito da leitura) sejam capazes de ler 55 páginas em um único dia, o que bem sabemos que é uma inverdade. Conheço gente que mata um livro de 300 páginas em um dia. A segunda é que é de conhecimento de muitos que o brasileiro no geral não lê muito (segundo dados da pesquisa levantada pelo Ibope Inteligência em 2015, a média nacional é de 4/5 livros POR ANO), o que tornaria "irreal" para um brasileiro sem o hábito da leitura conseguir essa marca apresentada pela assessoria do ex-presidente. 
No Brasil, a última análise de comportamento de leitura foi aplicada em 2015 pelo Ibope Inteligência sob encomenda do Instituto Pró-Livro para o projeto Retratos da Leitura no Brasil, realizado a cada 4 anos. Foram entrevistadas 5.012 pessoas de 5 anos ou mais, alfabetizadas, ou não, e foram considerados leitores aqueles que leram algum livro nos três meses anteriores à entrevista.
Foi verificado que houve um aumento de 6% na quantidade de leitores entre 2011 e 2015, passando para 56% da população. Este índice demonstra que o brasileiro lê, em média, apenas 4,96 livros por ano, sendo que 2,53 dos livros não são terminados pelo leitor e que apenas 2,88 são livros lidos por vontade própria. Em relação aos leitores jovens, de 18 a 24 anos, houve um aumento considerável de 14% entre 2011 e 2015. Confira a matéria completa

Leia também: Ressaca Literária

Entendam que não estou aqui para defender A ou B, muito menos falar de política. Como disse lá em cima, usei o gancho para falar sobre os hábitos de leitura do brasileiro e estou aqui para falar que independente da interpretação da frase dita por ela, temos de ter em mente que o brasileiro em média lê muito pouco e aqueles que leem mais de um livro por mês são pontos fora da curva, por mais que achemos que não. Perguntei para os nossos leitores no Instagram quantas páginas eles conseguem ler por dia. E analisando as respostas e o perfil de quem respondeu, a maioria tinha um contato mais forte com a literatura (até por estarem seguindo um Ig que fala basicamente sobre literatura). A grande questão é que se formos analisar um cenário mais geral, não é que o brasileiro não consegue ler 55 páginas por dia e sim que o brasileiro não tem o hábito de ler 55 páginas por dia. Deu para entender a diferença? 
Como blogueiro literário acredito que é nossa função como profissionais da Literatura incentivar o hábito de leitura àqueles que não o possuem. Essa é nossa principal função. É legal indicar um livro para alguém que possa se apaixonar por ele, seja essa pessoa um leito assíduo ou um estreante nesse hobby. É legal ter com quem discutir sobre um livro que você amou (ou que não gostou tanto assim, porque não?!). Mas, pra mim, como profissional, não há nada que se compare à alegria de ajudar a despertar o gosto pela leitura em quem não tinha.


Eu já fui algumas vezes em escolas divulgar nosso trabalho aqui no blog e é desolador perguntar para os alunos quem tem o costume de ler e ver apenas 4 ou 5 mãos erguidas em uma sala de 30 pessoas. Mas fico mais que feliz quando consigo atingir ao menos uma daquelas pessoas. São coisas assim que me movem para frente mesmo com todas as dificuldades de ser um blogueiro, pois eu me vejo nessas pessoas. Eu não gostava de ler, mas tive o impulso certo para tomar gosto e hoje tento fazer o mesmo com outras pessoas.
Se tem algo que podemos aprender com essa polêmica sobre as leituras do Lula é que as pessoas precisam se informar melhor antes de emitir suas opiniões, evitando assim preconceitos e prejulgamentos (como muitos que pude ler no twitter) sobre as capacidades/habilidades de uma pessoa, seja ela quem for. E como podemos fazer isso? 
Lendo mais.


Um adendo: ao invés de reclamar no twitter (ou em qualquer outra rede) sobre as leituras do Lula, que tal fazer a lista das suas leituras e ver por si mesmo se é possível passar de 55 páginas por dia? Melhor, esqueça as 55 páginas, apenas leia o quanto puder, mas leia! Se você consegue ler 20 livros no mês, ótimo! Se lê um só um, ótimo também. Apenas leia.  Aproveite o melhor de cada livro lido. Torne isso um hábito, seja feliz fazendo isso. Vão por mim, vocês não irão se arrepender. O Brasil ganha mais leitores e quem sabe, no futuro, pessoas mais conscientes.


Até a próxima.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!