Tecnologia do Blogger.

16/09/2014

RESENHA - P.S. Eu Te Amo (Cecelia Ahern)

         Aviso: Esta resenha marca a entrada do mais novo membro do nosso time. Queremos desejar as nossas boas vindas mais calorosas a Colunista e Resenhista Isadora Teixeira. Essa postagem também marca nossa estreia com resenhas  de obras estrangeiras (algo não feito pela Academia desde sua formação). Os motivos para tal, caro leitor, você pode conhecer aqui. Boa leitura!

Ficha técnica:
Referência bibliográfica: AHERN, Cecelia. P.S. Eu Te Amo: Existem amores que duram mais que uma vida. 1ª edição. Ribeirão Preto – SP, Novo Conceito Editora, 2012. 368 páginas.
Gênero: Romance.
Temas: Amor, superação, comédia, amizade.
Categoria: Literatura estrangeira: irlandesa.
Ano de lançamento: 2004 na Irlanda e 2012 no Brasil.










           “Minha amada Holly,
Não sei onde você está e onde exatamente está lendo isto. Só espero que esteja bem. Você me disse há pouco tempo que não conseguiria continuar sozinha. Mas você consegue, sim, Holly. Você é forte, corajosa e vai conseguir passar por isso. Vivemos coisas lindas juntos e você fez a minha vida... Você fez a minha vida. Não tenho arrependimentos. Mas sou apenas um capítulo de sua vida, muitos outros virão. Guarde nossas lindas lembranças, mas, por favor, não tenha medo de criar outras.
Obrigado por me dar a honra de ser minha esposa. Por tudo, sou eternamente grato.
Sempre que precisar de mim, saiba que estarei com você.
Amor eterno, de seu marido e melhor amigo, Gerry
(...) P.S. Eu te amo.”
*P.S. Eu Te Amo, pág. 29.


Alguns acreditam em vida após a morte. Mas, se os mortos têm uma vida, o que acontece com a vida dos vivos que aqui ficaram? Como lidar com a morte de quem amamos? Como continuar a viver depois de uma vida juntos? Quando a morte leva Gerry, Holly fica desolada. Holly e Gerry sempre foram unidos, formavam um casal desde a adolescência. Sempre apaixonados um pelo outro, sabiam todos os seus segredos e aflições. Porém, Gerry não a deixara sozinha. Holly terá uma surpresa que a guiará pela nova vida que a espera.
Holly de repente se vê sozinha em sua casa com um jardim que agora não tem mais quem cuide. Holly e Gerry estavam juntos desde os 14 anos, quando se conheceram na escola. Holly e Gerry se casaram no mesmo ano que seus melhores amigos, John e Sharon. Holly era a mais nova, com 23 anos, e os outros com 24 anos. Eles descobriram o mundo juntos e acreditavam que viveriam para sempre unidos. Ao menos, esse era o plano. Quando Gerry se vê à beira da morte, decorrente de um tumor no cérebro, decide deixar um presente para amada: um pacote de cartas para ser aberto quando ele não estivesse mais presente, próximo ao aniversário de 30 anos de Holly. São dez cartas, uma para ser lida a cada mês, começando por março. Cada carta traz uma nova surpresa e desafio para Holly, que agora sente que há um motivo para seguir adiante e continuar a viver, como Gerry queria.

Alerta de Spoiler, clique para ver!
Eu confesso que as cartas de Gerry, apesar de serem motivadoras e positivas, me decepcionaram. Por se tratar de um romance e a personagem principal já sofrer pela morte do marido, as cartas, um dos pontos principais do livro, poderiam ser mais emocionantes. Outra decepção foi a expectativa criada em torno do Daniel (personagem que Holly conhecerá durante a trama), ao avançar um pouco, eu esperava mais envolvimento entre os dois. Esse envolvimento é arrastado até o final, porém, com um desfecho inesperado.
P.S. Eu te amo não é um livro de romance clássico. Não existe nesta história uma mocinha que se apaixona pelo mocinho e a trama gira em torno da busca pela felicidade juntos. Também não há um vilão clássico; aqui, o vilão é a dura realidade imposta pela vida, e este é o melhor acerto da autora. A trama é envolvente e harmoniosa, mas oscila entre as novas descobertas de Holly e os momentos de solidão e de saudade que ela sente. As cartas de Gerry são, sem dúvida, as partes mais aguardadas, pois são elas que guiam a personagem principal. Um ponto importante - e que a autora soube utilizar bem - é quando ela explora todas as sensações e impressões de uma viúva ao descobrir o mundo sem o companheiro de toda a vida. Possui também um toque de comédia: ao longo do livro, Sharon e Denise, melhores amigas de Holly, são as personagens responsáveis pelas risadas, porém, como em toda boa amizade, também a decepcionam em alguns momentos e estes são preciosos pela descrição de detalhes. Isto me fez questionar em alguns momentos se a amizade continuaria a mesma. Ao se aproximar do final da obra, a trama fica mais intrigante, o que me fez devorar muitos capítulos até a última página.
A obra é narrada em terceira pessoa, por um narrador onisciente. O livro tem 368 páginas e é bem leve. A formatação é sutil, bem dividida e com 50 capítulos curtos e um epílogo. A linguagem é de fácil entendimento e não há erros ortográficos gritantes. O foco da narrativa é a personagem principal, Holly, porém a narrativa se estende ao relacionamento com a família e os amigos e o sentimento dos mesmos após a morte de Gerry. A trama é contada na maior parte do tempo de forma linear, mas alguns capítulos narram trechos de flashbacks. A capa e as páginas são típicas de um romance: com mimos e delicadeza.
P.S. Eu te amo é um ótimo livro. Os amantes de romance, drama (e até auto-ajuda) se identificarão com ele. Sem dúvidas ele foi um sucesso de vendas e até hoje quem se aventura pelas páginas ri, chora e se sente dentro de uma verdadeira história de amor, amizade e superação.
Cecelia Ahern é formada em Jornalismo e Comunicação. Escreveu P.S Eu te amo aos 21 anos, que se tornou um best-seller internacional e foi adaptado para o cinema. Seus livros foram publicados em 46 países. Cecelia foi uma das criadoras da série de TV Samantha Who?, vencedora do Emmy. Sua paixão sempre foi escrever, quando pequena começou a escrever em diários. É irlandesa e mora atualmente em Dublin. Suas personagens principais são geralmente mulheres em busca da felicidade, através do autoconhecimento.



Bibliografia de Cecelia Ahern (ordem cronológica):

Livros:
  • P.S Eu Te Amo: Existem Amores Que Duram Mais Que Uma Vida (2004);
  • Onde Terminam os Arco-Íris (2005);
  • Aqui é o Melhor Lugar (2009);
  • Se Você Me Visse Agora (2005);
  • As Suas Lembranças São Minhas (2008);
  • The Grift (2008);
  • The Book of Tomorrow (2009).


Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Isadora adorei a Resenha, parabéns! Eu, simplesmente, AMO esse livro. Mas como assim as cartas dele te decepcionaram? Na verdade todos desejavam que ele falasse com mais amor, deixasse um eu te amo falasse que sentiria saudade nas cartas, mas na verdade ele não poderia fazer isso. A intenção das cartas e mover a vida dela, fazer que ela se desapegue ele, como vai desapegar com milhões de sentimentos de saudade, minha opinião. Também recomendo como ótimo livro o/

    ResponderExcluir
  2. Oii Thais, tudo bem? Que bom que você gostou da resenha!
    Pois é, elas me decepcionaram!
    Ele estava ajudando ela a se desapegar dele, ok ok. Porém eu queria ver mais drama nas cartas (sim, eu sou dramática). Mas isto não altera a linda trama que o livro traz (nós agradecemos, haha).

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!