Tecnologia do Blogger.

08/10/2014

Como o domínio do idioma influencia no sucesso profissional



Querido leitor, você pode estar estranhando o tema desta postagem. Mas tem que concordar que leitura e escrita são campos intimamente interligados. Pensando nisso, que tal refletir um pouco sobre a conexão entre outros dois campos, a escrita e a carreira profissional? Você sabe o quanto uma influência na outra? Não? Então, acomode-se confortavelmente e leia a transcrição da reportagem divulgada pelo jornal Folha Universal, de autoria de Sara Oliveira.

***

Se você acha que está “com certeza” de algo, fique certo de que você não sabe o que está falando. Mas não se preocupe. Você precisa de ajuda, mas não “mim” peça. Não desse jeito, assim errado. Sei que quer ser “descreto” com essas questões, mas preciso dizer que essa matéria foi feita especialmente para você. Prometo que, ao longo deste texto, mostrarei quanto é importante usar a língua portuguesa corretamente. Saiba, desde já, que nunca é tarde para aprender.
Os erros de português são mais comuns do que você imagina. Mas erro é erro e ninguém vai querer passar a vida inteira cometendo deslizes. A falta de domínio do idioma pode trazer muitas consequências. Pode até custar a conquista de uma vaga no mercado de trabalho. Sem saber ler e escrever bem, as suas chances se reduzem. Você, com certeza (sempre escreva separado), não vai querer perder uma oportunidade profissional por causa disso.
Uma pesquisa realizada pelo Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube) mostrou que erros de português eliminam quatro em cada dez estudantes que buscam uma oportunidade de estágio no Brasil. Os erros são comuns em testes e seleções e o estudo mostra que o desconhecimento do idioma se tornou um fator determinante na desclassificação dos candidatos.
Saber falar português não é suficiente. Conhecer as palavras, saber escrevê-las da forma correta e compreender o sentido que ela pode ter em uma frase é tão importante quanto saber pronunciá-las. Você me pede ajuda (nunca “mim” pedir, “mim” dizer ou “mim” falar) e eu posso explicar a você que o primeiro passo para dominar o idioma é prestar atenção em todas as palavras que circulam ao seu redor.
Durante as pesquisas do Nube, um teste ortográfico foi aplicado, na forma de ditado, com 30 palavras usadas no dia a dia. O candidato que escrevesse mais de sete palavras erradas seria reprovado. Ao todo, 40,6% dos mais de 7mil participantes foram eliminados. O desconhecimento, além de eliminar o estagiário do mercado de trabalho, vai diminuir as chances do profissional e dificultar a construção de uma carreira bem-sucedida e promissora.
Henrique Ohl, analista de treinamento do Nube, destaca que um candidato com baixa diversidade de vocabulário poderá enfrentar problemas para acompanhar a conversa de outras pessoas e também de expressar as próprias ideias com qualidade.
Escrever bem e saber se expressar corretamente são habilidades indispensáveis para quem deseja se destacar no cenário profissional. Ninguém nasce sabendo andar, falar ou ler. Essas são aptidões adquiridas com o tempo e necessitam de aprendizagem e prática. Quanto mais você praticar, mais capacidade você terá.

DEDICAÇÃO

                Se você não teve a oportunidade de estudar em uma escola de qualidade, não se preocupe. Se esforce para ler bastante e com mais atenção. “Sempre haverá crítica ao sistema educacional e esse é um assunto mais delicado, com muitas variáveis. No entanto, existe um aspecto cultural totalmente relacionado ao desconhecimento da língua portuguesa: falta do hábito de leitura. Em comparação com outros países, o brasileiro lê poucos livros por ano. Dessa maneira, a variedade vocabular fica limitada aos ciclos sociais do individuo”, diz Henrique Ohl. Nós não escrevemos da mesma forma como falamos. Então, ler é importante para adquirir conhecimento.
                Leia livros, revistas e textos disponíveis em portais qualificados de notícias. Mas fique atento: a linguagem utilizada nas redes sociais e nos aplicativos de bate-papo é repleta de abreviações e expressões próprias. Use-a apenas no cenário virtual e de forma discreta (e não “descreta”, como você leu no início do texto). Termos como “vc” (você), “tb” (também) ou “qnd” (quando) funcionam no cenário virtual, mas não devem ser usados no cotidiano. Lembre-se que o hábito de leitura pode ser adquirido a qualquer momento. Se você ainda não o desenvolveu, comece já. Afinal, é preciso escrever certo (“serto” nem pensar!) para conquistar o tão desejado sucesso profissional.

***

                Informação e conhecimento são ferramentas importantíssimas quando se deseja alcançar um objetivo, principalmente se a meta for o sucesso profissional. Além de todas as qualidades reconhecidamente desejáveis em um profissional, o domínio do idioma é igualmente relevante. Como alcançar esse domínio? Escrevendo, praticando e, principalmente, lendo muito.
                É isso aí, pessoal. A leitura é mais que um prazeroso hobby. É uma preciosa ferramenta de conhecimento e aperfeiçoamento. Leia mais. Leia sempre!!!!



Referência do texto:
- OLIVEIRA, Sara. Como um “serto” pode fazer sua carreira dar errado. Publicado em “Folha Universal”, domingo, 07 de setembro de 2014.

Crédito da imagen:

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!