Tecnologia do Blogger.

01/11/2014

Comemorando o Halloween com literatura




          Entre o por do sol do dia 31 de outubro e o alvorecer do dia 1º de novembro ocorre a Noite Sagrada, quando os espíritos dos mortos voltam para visitar seus antigos lares e guiar seus amigos e familiares rumo ao outro mundo, um lugar onde não há fome nem dor. Assim acreditavam os celtas, povo que habitava a Gália (onde hoje é a França) e as ilhas da Grã-Bretanha entre 600 a.C. e 800 a.C. E em homenagem a essa noite, eles celebravam a Festa dos Mortos.
Pela tradição cristã, a festa em honra de Todos os Santos, originalmente celebrada no dia 13 de maio, foi transferida para o dia 01 de novembro pelo Papa Gregório III. Posteriormente, no ano de 840, o Papa Gregório IV ordenou que a data fosse celebrada universalmente. Nesse dia também era celebrado o Dia de Finados, quando os católicos homenageavam seus mortos. E a noite da véspera, dia 31 de outubro, passou a ser chamada Noite de Todos os Santos, seguindo a tradição da celebração vespertina ou vigília, quando se prepara a festa na véspera (dia anterior) do dia santo.
Acredita-se que o Halloween – ou o Dia das Bruxas, como é conhecido nos países de língua portuguesa – tenha surgido da junção das duas tradições, quando a fé cristã subjugou as chamadas religiões pagãs. O termo possivelmente é uma contração da expressão All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos) que passou pelas formas All Hallowed e All Hallow Een até chegar em Halloween. Alguns elementos de uma e da outra tradição se manteve, mas a maior parte do conceito da data e da festa sofreu profundas mudanças ao longo dos séculos, resultando numa comemoração bastante distante de suas origens.
Atualmente a festa é parte importante da tradição e da cultura de países de origem anglo-saxônica como Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Inglaterra. Das origens da tradição, restou a alusão aos mortos. O costume dos disfarces ou fantasias foi possivelmente incorporado à festa na França por volta dos séculos XIV e XV. A famosa tradição da distribuição de doces às crianças tem origem em um costume medieval praticado no Dia de Finados quando as crianças batiam de porta em porta pedindo o “bolo das almas” em troca do qual ofereciam uma oração pelas almas dos familiares falecidos de quem os presenteavam com a guloseima. A decoração funesta e macabra é creditada a crença de que tais artifícios teriam o poder de afugentar os maus espíritos. E dessa sala cultural nasceu o Halloween como conhecemos hoje e que chegou ao Brasil graças a enorme influência cultural exercida pelos Estados Unidos.

***

Ok, galera, agora que falamos um pouco sobre as origens dessa festa macabra e divertida, que tal entrar no clima sombrio e aproveitar algumas dicas de leitura? São livros do gênero horror e que abordam temáticas como vampiros, lobisomens, zumbis. E o melhor de tudo: são todos nacionais!!!!!
Então, qual será seu próximo companheiro de leitura?



 Amor Vampiro (André Vianco, Nelson Magrini e outros)
Amor! Por ele o homem foi levado a realização de grandes feitos. Mas, também sob sua influência, cometeu grandes atrocidades! O que aconteceria se tal sentimento dominasse um ser maléfico que perambula pelas sombras buscando saciar seu desejo? Adriano Siqueira, André Vianco, Martha Argel, J. Modesto, Nelson Magrini, Regina Drummond e Giulia Moon, ícones da literatura fantástica nacional, se reuniram para responder a questão e desvendar o AMOR VAMPIRO! Este é um livro de contos retratando as várias facetas de tão assombroso, assustador, sanguinário e fascinante ser. Tema e apaixone-se pelo vampiro.




Crônicas do fim do mundo: a noite maldita
Crônicas do Fim do Mundo: A Noite Maldita (André Vianco)
                Quando metade dos seres humanos adormece inexplicavelmente, o que surge é um cenário apocalíptico: prédios em chamas, falta de eletricidade e pessoas desesperadas correndo sem rumo pelas ruas. Nada mais funciona como de costume, e os hospitais ficam lotados com vítimas do que parece ser uma terrível epidemia. Porém, tudo piora quando uma parte dos “adormecidos” desperta com uma sede incontrolável de sangue. Inicia-se então uma guerra de proporções nunca antes registradas, entre humanos e vampiros, naquela que, para sempre, seria chamada de A noite maldita. Ambientado em diversas cidades do Brasil, o livro leva o leitor a um mundo caótico e sombrio, onde a luta pela sobrevivência é constante e qualquer descuido pode ser fatal. Conheça a origem da aclamada saga “O Vampiro-Rei” e descubra como as batalhas entre humanos e vampiros começaram. 
***
Quer saber mais? Veja a resenha aqui.



À sombra da lua (Marcos DeBrito)
Durante o dia, Vila Socorro é apenas uma pacata cidade do interior de São Paulo, reduto da imigração italiana no Brasil. Mas, quando o sol se põe, uma criatura desconhecida aterroriza os moradores, que cobram uma solução das autoridades locais, afinal, há décadas o vilarejo sofre com mortes misteriosas, cometidas por um assassino que não deixa rastros e desafia a lógica humana. Estreia do cineasta Marcos de Britto na literatura, “À sombra da lua” já nasce um forte candidato a clássico do terror nacional ao explorar o mito universal do lobisomem contrapondo, numa narrativa madura e vigorosa, racionalidade e mistério.
***
Quer saber mais? Veja a resenha aqui.



O Vale dos Mortos (Rodrigo de Oliveira)
2017... UMA PROFECIA ESQUECIDA DO LIVRO DO APOCALIPSE, REITERADA POR OUTROS PROFETAS MODERNOS, RESSURGE... Cientistas descobrem um planeta vermelho em rota de colisão com a Terra. Depois de muito pânico nos quatro cantos do mundo, eles asseguram que o corpo celeste passaria a uma distância segura de nós. E todos ficam tranquilos acreditando que nada iria acontecer... Então 2/3 de todas as pessoas no Planeta caem desmaiadas, vítimas de um estranho surto... "E abriu-se o poço do abismo, de onde saíram seres como gafanhotos com poderes de escorpiões. E os homens buscarão a morte e a morte fugirá deles." - Apocalipse 9, 2-6. E um grupo luta para sobreviver num mundo dominado pelo mal. Com passagens por São Paulo, Brasília, Estados Unidos, China e França, O Vale dos Mortos baseia-se na profecia de que um planeta intruso ao sistema solar, ao raspar por nossa orbita, fatalmente desencadearia a transformação em grande parte da humanidade, não havendo lugar seguro e ambientes sem infecção, pois ela ocorreria simplesmente pela aproximação do astro. Pegos de surpresa, e tentando entender o que acontecia enquanto buscavam se salvar, um casal e seus filhos iniciam uma jornada para reestabelecer alguma condição de vida no que restou de seu próprio mundo. Uma história com muita ação, suspense, que vai deixar você eletrizado.
***
Quer saber mais? Veja a resenha aqui.



Branca dos Mortos e os Sete Zumbis e outros contos macabros (Fábio Yabu ou Abu Fobyia)
Branca dos Mortos e os sete zumbis, clássico underground do escritor e roteirista Fábio Yabu é reeditado pela Globo Livros e ganha um conto inédito “Você acredita em contos de fadas?” Pergunta Eduardo Spohr no prefácio. E continua, “Alguma coisa me diz que até o final deste livro você passará a acreditar”. Para que o feitiço Yabu dê certo, é necessário que esqueça tudo o que você sabe sobre contos de fadas. Branca de Neve não é apenas uma jovem ingênua, mas também uma implacável caçadora de zumbis. Cinderela guarda um terrível segredo, que selará seu destino para sempre. Rapunzel está longe de ser uma reles menina isolada numa torre. E a morte da Pequena Vendedora de Fósforos revela uma tradição macabra de morte e psicopatia que vai muito além de uma inocente história infantil. Em Branca dos Mortos e os sete zumbis, Fábio Yabu resgata a tradição clássica dos contos de fadas dos irmãos Grimm e de Hans Christian Andersen, onde as histórias, mais que um simples entretenimento, servem como lições para moldar o caráter das crianças, na maior parte das vezes por meio do medo. Aqui, não há meias-palavras nem eufemismos. O mundo encantado de Yabu é atormentado, sombrio e com altas doses de tensão sexual. Os contos seguem o mote de sucessos da televisão atual, como as séries Grimm e Once Upon a Time. Protagonizadas por personagens dos contos de fadas, revelam facetas nunca antes imaginadas de suas personalidades. Além disso, os doze contos que compõem Branca dos Mortos e os sete zumbis formam uma narrativa não-linear que culmina num desfecho aterrorizante. A obra ainda conta com as ilustrações de Michel Borges, que acompanha o autor desde seus primeiros projetos. As ilustrações de Michel homenageiam os desenhos clássicos dos contos de fadas, com toques sombrios, e complementam a atmosfera sinistra e misteriosa criada por Yabu. Branca dos Mortos e os sete zumbis foi lançado pela primeira vez sob o pseudônimo Abu Fobiya numa edição limitada com venda apenas pela Internet pelo selo NerdBooks, responsável pelo lançamento de autores como Eduardo Spohr e seu best-seller A batalha do apocalipse, e logo se tornou uma obra cult entre os fãs de literatura de terror. Agora, a Globo Livros revela os sortilégios contidos nesta coletânea para o grande público e o brinda com um conto inédito. Um livro para ler com as luzes acesas. Bons sonhos. 



É isso, galera. Divirtam-se. Tomem susto, escondam-se atrás dos cobertores, durmam com a luz acessa, mas não desgrudem de seus livros. Happy Halloween!!! Feliz Dia das Bruxas!!!
Doce ou travessuras?


Fontes:
- Skoob.

Crédito da imagem:
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!