Tecnologia do Blogger.

02/02/2015

CONTO - Diário de um sobrevivente



Título: Diário de um sobrevivente
Classificação: +16
Gênero: Terror.
Sinopse: Um sobrevivente que mantém em um diário os registros de sua vida pós Apocalipse Zumbi.
Obs: Este conto está participando do #Desafioumanodecontos




Diário de um Sobrevivente


            Comida enlatada novamente... Não sei há quanto tempo foi que eu desfrutei de uma comida preparada numa cozinha de verdade. Arroz com feijão, um belo e suculento bife, acompanhado de batatas fritas... chega estou com água na boca enquanto escrevo isso. Porém, não posso reclamar da comida que tenho em mãos. Ainda mais porque, para consegui-la, perdemos mais um membro do grupo. Foi mordido. Uma pena. Era um cara bem durão e por um descuido besta de não verificar a porta dos fundos do supermercado, foi surpreendido e mordido no braço. Não poderíamos ter cometido maior erro. Essa era nossa filosofia. Nosso estilo de vida. Verificar tudo, observar tudo e só depois de checar o mesmo lugar duas, três vezes e que podemos tentar relaxar um pouco, se é que é possível relaxar com aquelas coisas lá fora.
                Tivemos de executá-lo. Já tinha visto algumas vezes, mas é sempre difícil. Para mim impossível.  É preciso ter algo especial no sangue para poder atirar em outra pessoa e nem preciso dizer que eu não tinha esse algo. Saber que você está tirando tudo de uma pessoa com um único movimento chega a me dar náuseas. Não, eu não tenho coragem, mesmo sabendo que meu companheiro está condenado. Foi o Leandro que o executou. Ele tem sangue frio para tal tarefa. Ex-presidiário, sabe. O cara matou muita gente nessa vida e matou muito mais gente desde que tudo foi para o caralho. Ele é bom no que faz e no mundo em que vivemos agora, ele é um aliado precioso. O cara ainda é um entendido quando o assunto é arrombar casas. Nenhuma fechadura parece ser boa o suficiente para ele. Não temos tanto medo dele quanto teríamos antigamente. Existem coisas que tememos muito mais que ele e ele próprio os teme tanto quanto nós. Todos os perigos do mundo antigo não se comparam ao inferno que veio ao mundo atual.
                Depois disso seguimos em frente. Não podemos parar de correr. Leandro e Murilo já discutem o próximo refúgio, enquanto Marta e Rafaela aprontam as mochilas. Somos um pequeno grupo de cinco, que até dois dias atrás era formado por oito pessoas. Foram dias muito difíceis... aliás, todos os dias foram desde que esse caos todo começou. Estou aqui comendo milho enlatado pensando num X-burger do MC Donalds, pensando em toda a comodidade que eu tinha antes do apocalipse.
                Eles estão lá fora. Os malditos gemidos ainda vão me deixar louco. Eles sabem que estamos aqui. Logo vão conseguir entrar, precisamos encontrar um novo esconderijo, mas enquanto não fugimos em disparada de nossos perseguidores eu vou tentar dormir um pouco. Ter pesadelos com mortes e mais mortes. Já estou quase me acostumando a eles. Tenha uma boa noite.
                Ainda estou vivo.
                 
                  187 dias pós dia Z.



Autor: Luciano S. Vellasco

Idade: 25 anos

Localidade: Brasília

Redes Sociais:  FacebookTwitterGoogle +Blog

Quer saber como enviar o seu conto? Clique aqui. 
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Olá, Luciano! Gostei do seu conto, mas confesso que me deixou aquele gostinho de quero mais. Fiquei com a sensação de ter lido a introdução de uma história maior e fiquei querendo ver mais da interação entre os componentes do grupo e deles com o mundo após o apocalipse zumbi. Entendo que a limitação de tamanho dos contos possa ter sido um impedimento para um maior desenvolvimento (foi para mim!), mas ia gostar se você continuasse desenvolvendo essa história.
    Quando tiver um pouco mais de tempo eu volto aqui para dar uma olhada nos seus outros contos. Um abraço e boa sorte!

    ResponderExcluir
  2. Oi Marcos! Obrigado pelo comentário! De fato, a história é maior. Eu desenvolvi esse conto como a introdução de um jogo de RPG que eu joguei com os meus amigos certa vez que tinha como cenário um Apocalipse Zumbi. Escrevi mais algumas partes, mas ainda não terminei. Quem sabe ele não apareça aqui por completo nos próximos meses rsrs
    Tem muitos outros contos aqui para você dar uma olhada \0
    Abraços e obrigado pela leitura.

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!