Tecnologia do Blogger.

19/03/2015

PRIMEIRAS IMPRESSÕES - A playlist de Hayden (Michelle Falkoff)

Michelle Falkoff



                Recebemos da Editora Novo Conceito um livreto com os oito primeiros capítulos do livro “A playlist de Hayden”, de Michelle Falkoff, com lançamento previsto para o próximo mês. Junto uma proposta: ler e publicar nossas impressões. Esse livreto, uma espécie de aperitivo do resultado final da publicação, foi bem produzido, com capa e tamanho já no formato definitivo e miolo com o papel amarelado que todo leitor ama. Nada daquelas agressivas folhas brancas. Gostamos da iniciativa e decidimos aceitar a proposta. Então, eis nossas primeiras impressões sobre a obra.

***

                Sam e Hayden acabaram de entrar no Ensino Médio, são melhores e únicos amigos um do outro e finalmente poderão estudar na mesma escola. Sam é o típico magricelo, alto desengonçado e Hayden é baixinho e um tanto gordinho. Além de tudo, são nerds, amantes de RPG, HQ’s, ficção cientifica e música. Resumindo, são socialmente excluídos de todos os grupos de sua faixa etária e sofrem com o bullying. Mas são amigos, uma amizade sincera, verdadeira e antiga, e, apesar das brigas e divergências, podem contar um com o outro. Ou melhor, podiam. Em uma manhã, ao acordar no quarto de Hayden após a reconciliação de uma briga particularmente feia, Sam estranha o fato de o amigo não estar roncando alto como sempre. No criado mudo uma garrafa de vodca, um frasco de comprimidos vazios, um pendrive e um bilhete: “Para Sam. Ouça. Você vai entender”. O temor se transmuta em choque quando, minutos depois, os paramédicos sentenciam: Hayden estava morto. Suicídio. Tendo apenas uma playlist com as músicas escolhidas por Hayden, sua última mensagem, Sam busca formas de compreender a atitude extrema do amigo e aceitar, de alguma forma, sua partida. E no processo, ele acaba descobrindo que havia muito para saber sobre o garoto que julgava conhecer tão bem. E percebe que nem tudo é tão simples quanto parece.
                É assim que começa a jornada de Sam em busca das respostas do porque seu amigo o abandonou da pior maneira possível. Por que ele deu cabo da própria vida? O que significavam aquelas músicas? Qual mensagem ele pretendia deixar? Quem era Hayden, afinal? Esses primeiros oito capítulos levantam muitas questões acerca da personalidade de Hayden e do quanto Sam realmente o conhecia. Alguns mistérios também são inseridos, um relacionado ao jogo de computador que ambos jogavam, outro sobre a exótica garota que de repente parecia conhecer Hayden e um terceiro sobre um completo desconhecido que aborda Sam pelo chat virtual dizendo querer ajudar. A ideia de linkar a história que se desenrola aos poucos com as músicas deixadas por Hyden é muito interessante. As músicas, no início de cada capítulo, vão pontuando a narrativa e dando o tom das descobertas de Sam. Quanto a mim, tive o cuidado de ouvir e ler a tradução das letras de todas quando elas apareciam no texto. Isso fez muita diferença na minha compreensão da história. Recomendo.
               A verdade é que esses primeiros capítulos bastaram para me envolver completamente com a história, deixaram um delicioso gostinho de quero mais e uma pontada de curiosidade para descobrir, junto com Sam, o que há por trás da playlist deixada por Hayden. Ao que tudo indica, essa é uma daquelas histórias que prendem a atenção até a última página. Estou aguardando ANSIOSAMENTE pelo lançamento para ver se minhas primeiras impressões serão correspondidas.


Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Oi Helkem. Tudo bem flor?

    Uau. Suas primeiras impressões já me animaram, eu solicitei o livro e estou esperando chegar. Porém só tinha lido sinopse e não sabia dos detalhes da trama, agora tenho certeza que vou me emocionar com esse livro. Parabéns pela resenha, está ótima.

    Beijos
    Leitora sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei moça.
      Quando peguei o livreto só larguei quando terminei de ler. Minha impressão é de que seja um daqueles livros que vc lê de uma tacada só. Muito bom mesmo!

      Excluir

Deixe o seu comentário!