Tecnologia do Blogger.

29/03/2016

Resenha - Enquanto Bela Dormia (Elizabeth Blackwell)

Ficha técnica:
Referência bibliográfica: BLACKEWLL, Elizabeth. Enquanto Bela dormia. 1ª edição. São Paulo, Arqueiro, 2016. 368 páginas.
Gênero: Ficção.
Temas: A Bela Adormecida.
Categoria: Literatura Estrangeira.
Ano de lançamento: 2016.












“Os que contam a história da Bela Adormecida a encerram aqui, com a princesa salva pelo beijo de um príncipe. Será verdade? Uma princesa foi trancada numa torre e descoberta por um príncipe. Mas não havia dormido, e não foi o beijo dele que a trouxe de volta à vida.”
*Enquanto Bela dormia (pág. 358).


Uma princesa que queria a liberdade, uma mulher má que desejava o trono e uma história já conhecida por nós. Em meio à disputa e brigas, Elise, a criada mais próxima da rainha Lenore se transforma na guardiã da princesa Rosa. Millicent, a maldosa tia do rei Ranolf ameaça dar um fim à vida da pequena Rosa e de todos do reino.
A família começa a cravar uma guerra de poderes em uma tentativa vã de salvar a todos. Elise, a moça simples que sonhava com a vida luxuosa no castelo é a única que poderá resguardar o futuro dos cidadãos.
“Enquanto Bela dormia” é uma releitura da história do conto de fadas “A Bela Adormecida”. Com a história contata pela perspectiva de Elise, Elizabeth Blackwell nos dá um tapa na cara com a verdade: não há nada de conto de fadas nessa trama. Eu me supreendi e, ao mesmo tempo, me decepcionei com a proposta ousada da autora de alterar (quase completamente) a história que conhecemos.

Foto: Isadora Teixeira | Academia Literária DF
A obra tem uma trama muito bem construída, com muitos personagens e falas apreciáveis do povo cortês do reino. Entretanto, a desconstrução do imaginário de um conto de fadas me entristeceu, apesar de o livro por si só ser melancólico. Elise, a personagem principal que narra a história do reino ameaçado por Millicent, teve uma vida muito dramática antes de chegar ao castelo e, dentro dele, não houve mais garantias de felicidade como ela imaginava. Por várias vezes durante a leitura eu imaginei que a narrativa finalmente tomaria um ar de “conto de fadas”, mas isso não aconteceu. Contudo, se a intenção da autora foi humanizar o conto “A Bela Adormecida”, ela conseguiu ter sucesso.
“Enquanto Bela dormia” é narrado em primeira pessoa, por meio da personagem Elise. A narrativa começa com ela contando a história real de A Bela Adormecida para a bisneta Raimy – sem dizer que é a verdade sobre o conto de fadas. A partir daí, acompanhamos o passar dos anos da vida de Elise, desde a infância na fazenda pobre da família até o momento em que ela se despede de Bela para sempre.

Foto: Isadora Teixeira | Academia Literária DF
O foco da trama é mostrar tudo que a riqueza e o luxo da família nobre esconde. O livro é bem fluido e tem uma narrativa linear, contando apenas com algumas analepses e spoilers que nos indicam o que irá acontecer nas próximas páginas. Os romances/dramas geralmente deixam nas entrelinhas o que irá acontecer em breve, mas em “Enquanto Bela Dormia” isso fica nítido. A trama presenta uma característica gráfica simplista, mas bonita; a capa é o que chama mais atenção. Cada início de capítulo carrega um arabesco que nos remete à época medieval.
Elizabeth Blackwell já foi editora de uma revista e redatora freelancer. Ela se formou em comunicação e história pela Universidade Northwestern, nos Estados Unidos. Atualmente, a autora mora em Chicago com o marido e os três filhos, lugar onde também desenvolve suas obras.
Para quem ama “A Bela Adormecida” eu não recomendo “Enquanto Bela Dormia”. O motivo é simples: a verdade machuca. O conto de fadas nos leva para um mundo que não existe, mas nos encanta pelas infinitas possibilidades de haver um final feliz. A obra de Elizabeth conta uma história sobre pessoas reais, que sofrem como qualquer outra (ou até mais!). Entretanto, a trama pode ser uma ótima companhia para pessoas céticas que adoram um bom drama, e odeiam coisas como a Disney.



Bibliografia de ELIZABETH BLACKWELL (ordem cronológica):

Livros:

  •  Enquanto Bela Dormia – Arqueiro (2016).

Top Comentarista n°24: Clique para participar

Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. Oi Isadora!

    A capa é realmente bonita e acho que intenção do livro é essa de fuga do conto de fadas mesmo, pelo menos tudo o que andei lendo sobre ele indicam isso. Estou bem curiosa para ler esse livro, mas ainda fico com aquele medinho de estragar a infância. Acho que é hora de enfrentar meus medos também hahahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Eu acredito que a intenção era "humanizar" o conto. Bom, com certeza deverá alterar seu imaginário após a leitura. De certa forma, é sempre bom nos reinventarmos, não é?! Boa leitura! Bjs

      Excluir
  2. Se existe uma pessoa que é realmente apaixonada por histórias inspiradas em contos de fadas, sou eu. Quando a editora Arqueiro anunciou o lançamento de Enquanto Bela Dormia, soube no mesmo instante que precisaria fazer a leitura.
    Estou encantada pela resenha e pelo que o livro nos conta. Pensar que a autora criou uma estória bem real, com uma narração por um ponto de vista novo e com personagens emocionantes muito aumentou minhas expectativas que tenho a certeza de que será supridas. Amei!
    Bjs, Isadora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alessandra, você irá adorar o livro. Prepare os lencinhos para enxugar as lágrimas que irão cair por conta dele. Beijos!

      Excluir
  3. Gosto bastante de recontagens de contos de fadas, ainda mais com uma escrita primorosa e fluída e uma história realista. Todo mundo está falando bem desse livro, sério, até hoje não li nenhuma resenha negativa da obra. Cada vez mais curioso para ler. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dan! 'Enquanto Bela Dormia' irá te transmitir uma mescla de sentimentos. Ele é empolgante e triste, ao mesmo tempo. Ah! É uma ótima aventura também. Boa leitura! Beijos.

      Excluir
  4. Adoro quando fazem uma releitura de contos de fadas por desmascarar todo aquele "tudo é feliz, todo mundo é perfeito, veja como a vida é linda!" e metamorfosear a história em algo adulto e crível. Ou coisa assim.
    É diferente e legal de ler. Estou com esse aqui e não vejo a hora de iniciar a leitura. Parece valer a pena e a história tem o padrão do que gosto de ver em histórias assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cristiane! Com certeza esse livre é do tipo que não nos ilude com um mundo perfeito. Os personagens não poderiam ser mais humanos! Aproveite a leitura.

      Excluir
  5. Oi!
    Gosto muito das releituras dos contos de fadas e esse foi um livro que m interessou muito, pois achei bem interessante podemos acompanhar a historia através de alguém que estava ali acompanhando tudo e lendo a resenha fiquei curiosa sobre o que a autora irá fazer com esse conto de fadas e ao mesmo tempo fiquei curiosa sobre a historia da Elise, se tiver oportunidade quero muito ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  6. Ah esse livro é um encanto, to bem curiosa para ler essa releitura de A Bela Adormecida, gostei ainda mais de saber que o livro tem algo a mais,espero ler em breve!
    E Essa capa linda? Editora Arqueiro está de parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Emanoelle! Essa capa entrou para a minha lista das mais bem produzidas; ela é realmente linda. Leia mesmo, você irá se surpreender como eu. Bjs!

      Excluir
  7. Eu adoro releituras de conto de fada! Até pq A Bela Adormecida que conhecemos não é o conto original, vc sabe né? No conto original ela é estuprada enquanto dormia e tem acho q dois filhos do 'marido' antes de acordar. É assustador!
    Enfim, quero ler sim, um dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fernanda! Exatamente. Porém, a história que todos nós conhecemos ainda quando criança é aquela que nos remete a uma vida perfeita e cheia de magia. Você vai gostar de 'Enquanto Bela Dormia', ele é impressionantemente bem escrito.

      Excluir

Deixe o seu comentário!