Tecnologia do Blogger.

06/08/2016

RESENHA – The Kiss of Deception (Mary E. Pearson)

Mary E. PerarsonFicha técnica:
Referência bibliográfica: PEARSON, Mary E. The Kiss of Deception – série crônicas de amor e ódio. 1ª edição. Rio de Janeiro, DarkSide Books, 2016. Tradução Ana Death Duarte. 406 p.
Gênero: Romance, fantasia, Young Adults (YA)
Temas: aventura, mistério, guerra
Categoria: Literatura Estrangeira; Literatura norte-americana
Ano de lançamento: 2014 nos Estados Unidos na América e 2016 no Brasil
Série: The Kiss of Deception (Livro 1)







“Eu encontrarei você...No recanto mais longínquo...Eu encontrarei você”.
The Kiss of Deception – Livro 1. (posição 875 – 14% – de 6.349 – E-book via Amazon)

Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas – menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa também é a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro?
Queridos leitores, nessa história vamos conhecer a princesa Arabella Celestine Idris Jezelia (Lia). Na linhagem real, ela é a filha mais velha. Conforme a tradição do reino de Morrighan, a primeira filha pode herdar um dom dos antepassados (filha mulher mais velha – não passa para os homens da linhagem). Como ela era a mulher mais velha, das filhas do rei, foi prometida em casamento ao príncipe do Reino de Dalbreck. Esse casamento tinha como objetivo unir as forças dos dois reinos, que até então competiam entre si, para se defenderem do Reino de Venda, cujos habitantes eram conhecidos como bárbaros.
Na cabeça dela, o príncipe deveria ter a aparência de um sapo idiota, degenerado e banguela – palavras dela, não minhas (rsrsr). Inconformada em ter que se casar por obrigação, e não por amor, ela decidiu fugir para Terravin, pequeno vilarejo distante do reino, com a ajuda da sua amiga Pauline.  Ela nunca gostou de seguir as regras da sociedade. Ela sempre gostou da liberdade. Por isso, a questão do casamento foi só um pontapé para a decisão de fugir.
Ao chegar lá elas se estabeleceram como garçonetes em uma taverna. Obviamente, ela escondeu sua vida de realeza e passou a adotar apenas o seu apelido, Lia, como nome.
Essa fuga deixou o príncipe com o ego ferido. Afinal, como ela teve a coragem de abandoná-lo no dia casamento? Então, decidido a conhecer essa pessoa que poderia, inclusive, causar uma guerra entre os reinos, o príncipe resolveu ir atrás da sua noiva em segredo. Afinal, uma princesa não conseguiria chegar muito longe na estrada.
Além disso, o Reino de Venda enviou um assassino para matar a princesa, e assim evitar a união dos reinos.
Em um dia de trabalho na taverna, entraram dois rapazes no estabelecimento que se apresentaram como Kaden e Rafe. Um tinha ombros fortes, cabelos escuros e um jeito sombrio. O outro tinha uma compleição parecida com a do primeiro, só que era loiro.
Um era o príncipe e o outro o assassino. A Lia se sentiu atraída pelos dois, mas o coração dela bateu mais forte por um deles. A autora brinca muito com a nossa imaginação no sentido de adivinharmos quem é o príncipe e quem é o assassino. Você faz várias suposições sobre a identidade deles. Então, prestem bastante atenção na leitura. ;)
Adorei os personagens. A Lia é uma personagem muito forte e corajosa. Ela vai entrar para a minha lista de personagens favoritas do ano. O meu coração bateu mais forte por um dos rapazes. Apesar de que lá para o final do livro eu tive sentimentos conflitantes pelo outro, mas me mantive fiel (rsrsrs).
 O livro é muito bom, não me decepcionou em nada. A única ressalva foi que senti falta de mais informações sobre os “dons” que são passados para as primeiras filhas. Talvez isso possa ser mais esclarecido na continuação do livro.
A autora, Mary E. Pearson, é uma premiada escritora do sul da Califórnia, conhecida por seus outros sete livros juvenis — entre eles a série popular The Jenna Fox Chronicles. Mary é formada em artes pela Long Beach State University, e possui mestrado pela San Diego State University. Aventurou-se em trabalhar como artista por um tempo, até receber o maior desafio que a vida poderia lhe proporcionar: ser mãe. Adora longas caminhadas, cozinhar e viajar para novos destinos sempre que tem uma oportunidade. Atualmente, é autora em tempo integral e mora em San Diego, junto com seu marido e seus dois cachorros. Para saber mais sobre a autora, clique aqui.
O livro possui 72 capítulos, e é narrado de forma linear cronológica em primeira pessoa com capítulos intercalados entre o ponto de vista da Lia, do assassino e do príncipe. Ressalto que tem apenas um capítulo narrado pela Pauline. Em alguns momentos a autora optou por colocar no título do capítulo os nomes dos personagens (Kaden e Rafe) e em outros o título deles (príncipe e assassino), com o objetivo de confundir o leitor sobre quem é cada personagem.
A capa do livro é muito bonita, inclusive é a mesma capa lançada no exterior. A obra é o primeiro livro da trilogia “Crônicas de Amor e Ódio”. Dentro do livro foi disponibilizado um mapa dos reinos, para que os leitores possam se situar sobre a localização deles. Não sei o que motivou a editora a não traduzir o título do livro (em tradução livre seria “O Beijo da Desilusão”), mas, assim que eu conseguir mais informações sobre isso, farei a atualização nesta resenha.
Mary E. Pearson
Mapa dos reinos
Infelizmente, ainda não estão disponíveis os outros títulos aqui no Brasil. O terceiro volume tem previsão para ser lançado em agosto no exterior.
Agora o que me resta é aguardar ansiosamente pela continuação.


The Kiss of Deception – série crônicas de amor e ódio
Fonte: http://www.goodreads.com/
Bibliografia de Mary E. Pearson (ordem cronológica):

     The Kiss of Deception - DarkSide Books (2016)
     The Heart of Betrayal – não lançado no Brasil
     The Beauty of Darkness – não lançado



Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Eu tô torcendo pra que esse segundo saia logo aqui, porque não quero ler esse e esquecer até chegar o próximo :S
    Estou com ele e a ansiedade pra ler é muita. Não parece decepcionar mesmo. E quanto a essa parte dos dons, ainda pode ser explicado nos outros né, vai saber...
    É uma história que promete e muito bem feita pelo jeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cristiane, esta é a pior parte de que esperar a sequência, esquecer o que aconteceu no livro anterior rsrsrs

      Excluir

Deixe o seu comentário!