Tecnologia do Blogger.

17/01/2017

Número de livros vendidos em 2016 é quase 5 milhões a menos que em 2015


      É... queridos leitores. Vocês não leram errado. Cinco MILHÕES de livros a menos em 2016. O estudo, encomendado pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) à Nielsen, empresa especializada em pesquisas de mercado, mostrou dados no mínimo alarmantes sobre o desempenho do mercado livreiro em 2016. Esse número é em relação ao ano anterior (2015).

          De acordo com a pesquisa, o faturamento apresentou queda nominal (desconsidere a inflação) de 3,09%, %, totalizando R$ 1.567.426.940,03 ante R$ 1.617.406.694,27 apurado em 2015. Considerando a inflação, a queda chegou à 9,02%. As quedas nas vendas resultaram em um reajuste do preço médio do livro de 8,69%, fechando o ano com R$ 39,77.

           Para Ismael Borges, representante da Nielsen no país, o movimento é um reflexo natural da crise. "Em um ano em que o consumidor evitou colocar a mão no bolso, percebemos que, para fechar as contas, o mercado livreiro foi além da criatividade editorial e ajustou seus preços um pouco acima da inflação do período", disse Borges ao site PublishNews.

         A matéria completa vocês podem conferir no site do Omelete, enquanto que a tabela de comparação entre 2015 e 2016 pode ser acessada no site do PublishNews.

Fica a pergunta: você tem noção de quantos livros comprou no ano passado? Vamos debater sobre o mercado editorial nos comentários ;)


Fonte: Omelete e Publishnews

Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. É, no ultimo ano não comprei muita coisa e se comparado com em 2015 dá uma diferença tremenda. Em Black friday então nem tem comparação. Não comprei nada. Mas nada mesmo. E no outro ano tinha esbanjado o que não podia. Os preços não compensavam...
    Mas caramba, cinco milhões? Imagina o quanto a coisa tá feia pra esse número ser assim :S

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!