Tecnologia do Blogger.

12/08/2017

RESENHA – O crime do vencedor (Marie Rutkoski)


Ficha técnica:
Referência bibliográfica: RUTKOSKI, Marie. O crime do vencedor – série “O vencedor”. 1ª edição. São Paulo, Plataforma 21 (selo da editora V&R Editoras), 2016. Tradução Guilherme Miranda. 360 páginas.
Gênero: Romance, fantasia, ficção juvenil
Temas: guerra, escravos, colinização
Categoria: Literatura Estrangeira; Literatura Americana
Ano de lançamento: 2015 no exterior 2016 no Brasil
Série: AMaldição do Vencedor (Livro 1), O crime do vencedor (livro 2) e O beijo do vencedor (Livro 3)

“Não me importo de ser uma mariposa. Não duvido que eu começasse a comer seda se isso me permitisse voar.”
O crime do vencedor – Livro 2. (posição 2.476  - E-book via Amazon)

Queridos leitores, este é o segundo livro da trilogia “O vencedor”. Caso você não tenha lido o primeiro livro, “A maldição do vencedor”, recomendo que não leia esta resenha, pois ela contém spoiler.
Como vocês sabem, o primeiro livro termina com a Kestrel se tornando a embaixadora imperial junto ao novo território independente de Herran, e o Arin o novo governador deste território.
Infelizmente, para que a Kestrel conseguisse que Herran não fosse destruída e para que pudesse proteger o Arin, ela se comprometeu em se casar com o príncipe Verex, herdeiro do império de Valória. Obviamente, o Arin não gostou nada dessa história. Principalmente, por achar que essa decisão dela foi apenas por puro egoísmo, por querer ser a futura imperatriz. 
Ela precisou ocultar a verdade dele, pois se o Arin soubesse ele teria sido contra a sua decisão e causado mais ruína não só para eles, mas também para os seus povos. Admito que torci várias vezes para a Kestrel contar a verdade para o coitado do Arin.
           Leitores, muitas coisas acontecem neste livro. Aliás, a leitura dele é indicada para aquelas pessoas que gostam de jogos de estratégias com um delicioso romance ao fundo.
             Além disso, nossa mocinha, que é uma das personagens mais corajosas e inteligentes que eu já conheci, se tornou espiã do Tensen, Ministro da Agricultura de Herran – que ficou na corte de Valória para poder colher informações importantes sobre alguns atos do imperador que poderia prejudicar os herranis. A condição da Kestrel para ajudar aos herranis era que o Arin não soubesse que quem passava as informações era ela. Confesso que em alguns momentos tive vontade de dar uns tapas no Tensen, em outros na Kestrel por ela querer proteger o Arin e não revelar o seu amor pelo rapaz. Quanto ao Arin eu tive muita pena dele, haja vista que ele ficava entre seguir o seu coração e ajudar o seu povo.  
A Kestrel assumiu uma posição muito perigosa, tendo em vista que não sabia até onde poderia estender a sua ajuda. Apesar do imperador admirá-la, ele não toleraria espiões em sua corte, muito menos da filha do general. Então, sua posição também era muito instável.
Além disso, neste livro, vamos conhecer mais sobre o povo oriental de Dacra. Acredito que eles terão uma enorme participação no desfecho desta história.
A autora do livro, Marie Rutkoski, cresceu em Bolingbrook, Illinois (um subúrbio de Chicago), sendo a mais velha de quatro filhos. Possui bacharelado pela University of Iowa e doutorado pela Harvard University. Atualmente vive em Nova York, é professora no Brooklyn College e mora com o marido e dois filhos.
O livro possui 48 capítulos, e é narrado de forma linear cronológica e em terceira pessoa, pelo ponto de vista da Kestrel e do Arin. O que é bom, pois conseguimos perceber as motivações dos dois ao longo do texto. Além disso, no início do livro é disponibilizado um mapa dos reinos, para podermos nos ambientar com as divisões geográficas entre Valória, Herran e Dacra.
Mapa dos reinos
Por fim, ressalto que o livro foi tão bom, inclusive a forma instigante como a autora terminou, que eu não me aguentei e emendei na leitura do último livro da série, “O beijo do vencedor”. Sendo assim, em breve postarei a resenha dele.

Bibliografia de Marie Rutkoski (ordem cronológica):

Livros:
  • A maldição do vencedor – Plataforma 21 (2016)
  • O crime do vencedor – Plataforma 21 (2016)
  • O beijo do vencedor – Plataforma 21 (2017)
  • Bridge of Snow – sem previsão para ser lançado no Brasil
  • The Shadow Society – sem previsão para ser lançado no Brasil
  • The Cabinet of Wonders – sem previsão para ser lançado no Brasil
  • The Celestial Globe – sem previsão para ser lançado no Brasil
  • The Jewel of the Kalderash – sem previsão para ser lançado no Brasil
Comentários
11 Comentários

11 comentários:

  1. Olá !!
    Confesso que só li a resenha por cima para não pegar spoiler do primeiro livro.

    Mas já vou procurar saber mais da série..

    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mich, qualquer coisa dá uma olhada na resenha do primeiro livro da série: http://academialiterariadf.blogspot.com.br/2016/08/resenha-maldicao-do-vencedor-marie.html

      Excluir
  2. Ainda não li nada da autora, mas por achar que não me interessaria muito pelo livro, acabei lendo a resenha mesmo assim e descobri que me enganei, adorei a premissa do livro e fiquei super intrigada com ele, gosto bastante de livros de estratégia com um pouco de romance, fiquei com muita vontade de ler os livros e espero ter essa oportunidade.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Giulianna, a série é muito boa. Também gosto de romance com estratégia ;)

      Excluir
  3. Oi Gabi, li o primeiro e comigo a história não funcionou como eu tava esperando e assim dei um tempo, mas tenho visto resenhas bem positivas das continuações e espero ter a oportunidade de continuar a ler :) Esse volume parece ser bem agoniante e acho que só vou me jogar nele se já tiver o terceiro pronto pra ler rsrs, não li mas já tô querendo dar uns tapas de Kestrel só por sua resenha rsrs Boa resenha e espero ler futuramente essa continuação *__*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lili, o terceiro livro já foi lançado aqui no Brasil ;)

      Excluir
  4. Oi Gabi! Nossa, que bom que a leitura foi tão empolgante pra você que já pegou o próximo volume pra ler, rs. Acho que não é o tipo de livro que eu procuraria porque não gosto muito de histórias com romance assim, mas pra quem curte deve ser uma boa dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Gabi, tudo bem?
    Eu nunca tinha me interessado por esta trilogia porque eu achei que seria apenas romance, mas depois de algumas resenhas fiquei super curiosa para conferir os livros da autora. Acho as capas maravilhosas e espero poder ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lara, eu gostei muito, pois a autora escreveu na medida certa o romance com a guerra.

      Excluir
  6. Oi Gabi,
    Essa é mais uma das trilogias que tenho muita vontade de ler, mas ainda não tive a oportunidade. Protagonistas corajosas e que se arriscam pelos outros é algo que adoro acompanhar neste tipo de história. Sei que nesta trama tem muito jogo político e estratégias, mas o romance é algo que me atrai, principalmente pela forma que Kestrel e Arin irão se conhecer. Acho as capas dos livros maravilhosas e espero adquiri-los ainda este ano.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Gabi!!
    Como não li ainda o primeiro livro dessa trilogia fiquei voando na maior parte da resenha, mas gosto muito do estilo desse livro e sem dúvida adoraria ter a oportunidade de ler esse livro.
    Bjoss

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!