Tecnologia do Blogger.

14/03/2014

Achados e Perdidos


         É com grande satisfação que inauguramos em 2014 uma nova seção no blog da Academia: Achados e perdidos será um espaço para obras curtas (contos, crônicas, poemas etc.) de autores consagrados. Algumas famosas, outras não tão conhecidas, mas todas de domínio público. E como tal, elas podem ser facilmente encontradas em bibliotecas virtuais de universidades. No entanto, fizemos questão de ler tudo que pudemos, selecionar nossos favoritos e submetê-los a uma cuidadosa revisão, a fim de corrigir eventuais erros de digitação e atualizar a ortografia.
Não é exatamente algo difícil ou complexo, mas trabalhoso. Ainda mais em um país que muda sua ortografia a cada geração que passa! Essa tradição desalfabetizadora é duplamente infeliz: de um lado, dificulta cada vez mais a leitura dos clássicos pelos jovens (quantos jovens hoje admiram Camões?); e de outro, obriga os mais velhos a reaprender toda a ortografia que eles levaram tantos anos para assimilar. Sem falar nas bibliotecas cheias de livros impressos em épocas diferentes, sob outras normas ortográficas.
Nesse processo, muitos autores menores, e até mesmo obras menores de autores consagrados, acabam caindo no esquecimento. Daí a importância deste trabalho. Com esta antologia, oferecemos ao nosso público a oportunidade de conhecer melhor o lado B daqueles autores que fomos obrigados a ler na escola, e que por isso mesmo acabam evocando péssimas recordações a muita gente. Quem diria, por exemplo, que o mais obsceno funk carioca soaria como uma cantiga de ninar, se comparado a alguns poemas satíricos de Bernardo Guimarães? Todavia a maioria de nós só o conhece como o autor de A Escrava Isaura.
É para amenizar esse tipo de trauma escolar que juntamos esses contos de alguns dos mais importantes nomes da nossa literatura. Nesta seção, vocês lerão histórias sobre os mais variados assuntos: vingança, suicídio, incesto, guerra, adultério, superstições etc. Todas devidamente revisadas e ortograficamente atualizadas para você, que acompanha nosso blog.
São amostras pequenas, é verdade. Mas lembrem-se das palavras do mestre Machado de Assis sobre os contos: “O tamanho não é o que faz mal a este gênero de histórias, é naturalmente a qualidade; mas há sempre uma qualidade nos contos, que os torna superiores aos grandes romances, se uns e outros são medíocres: é serem curtos.”


           Aguardem!

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Tag nova e uma sessão a muito aguardada!!!! Galera, recomendo a todos ficar de olho nessa seção. Muita coisa boa e surpreedente está por vir. ^_^

    ResponderExcluir
  2. Aguardaremos ansiosamente *-* quero ver o que está por vir! Não percam galera.

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!